ELEIÇÕES 2014

@reaconaria

Reaçacast – Eleições 2014

Começaremos amanhã uma série especial de hangouts sobre as Eleições 2014.

O “ReaçaCast Eleições 2014” deverá acontecer duas vezes por semana e terá como apresentadores fixos @da_cia e @gravz, além dos convidados para cada edição. Em pauta estarão os temas mais relevantes da campanha nacional e das estaduais.

Fiquem atentos aos nossos perfis nas redes sociais para a divulgação do link e dos convidados do dia. Amanhã às 22:00h começamos falando das entrevistas dos candidatos no Jornal Nacional, o início do horário eleitoral e, lógico, a mudança drástica no cenário ocorrida após o lamentável fato ocorrido semana passada.

reacacast

Dilma no Jornal Nacional

Após o fim da série de entrevistas do Jornal Nacional com os presidenciáveis trataremos com mais detalhes o assunto, comparando os desempenhos. Enquanto isso, vejam a reação dos sites patrocinados pelo governo federal ao desempenho da candidata à reeleição:

Brasil247: analista do site diz que Bonner e Poeta estavam de preto "em luto por Eduardo Campos"

Brasil247: analista do site diz que Bonner e Poeta estavam de preto “em luto por Eduardo Campos”

Luis Nassif: site do campeão de recursos do BNDES também teve "análise"

Luis Nassif: site do campeão de recursos do BNDES também teve “análise”

Paulo Henrique Amorim: bloco "Edirmacedista" da internet petista também não gostou

Paulo Henrique Amorim: bloco “Edirmacedista” da internet petista também não gostou

Blog dos "Sem Mídia":  Entrevistadores são torturadores

Blog dos “Sem Mídia”: Entrevistadores são torturadores

Os números presidenciais do Datafolha: 18/8

Foram divulgados hoje os resultados da pesquisa Datafolha feita logo após a morte trágica do presidenciável Eduardo Campos. Desde abril não se fazia um levantamento tendo Marina Silva como candidata. Eis os números de intenção de voto (em azul) e rejeição (em vermelho).
Dilma Rousseff(PT): 36%, 34%
Marina Silva(PSB):  21%, 11%
Aécio Neves(PSDB): 20%, 18%

Foram feitas duas simulações de segundo turno:

Dilma 43% x 47% Marina
Dilma 47% x 39% Aécio

Aécio Neves e Dilma Rousseff ficaram estáveis e apresentam os mesmos números da pesquisa feita nos dias 15 e 16 de julho pelo instituto. Ainda comparando com esta última rodada, o governo Dilma melhorou o índice de aprovação, o que refletiu num melhor desempenho no segundo turno contra o tucano: a diferença anterior era de 44% a 40% o que, no limite, representava um empate técnico.

Pesquisa anterior

Não é de todo errado dizer que começa agora uma nova eleição, ainda que a estabilidade dos números de Aécio e Dilma indiquem uma consolidação de seus votos, especialmente em relação ao tucano que começa agora a se tornar conhecido nacionalmente. Ainda assim, como efeito de comparação, mais interessante do que olhar para  o número da última rodada do Datafolha é olhar para a última simulação feita pelo instituto contando com a possibilidade de Marina ser a candidata.

Nos dias 3 e 4 de abril o Datafolha colheu os seguintes resultados de intenção de votos e rejeição:

Dilma Rousseff(PT): 39%, 33%
Marina Silva(PSB): 27%, 21%
Aécio Neves(PSDB): 16%, 33%

Naquela pesquisa não foi feita a simulação de segundo turno entre Dilma e Marina, apenas entre Dilma e Aécio. O resultado foi:

Dilma 51% x 31% Aécio

De lá para cá somente Aécio Neves melhorou seus números nas intenções de voto tanto no primeiro quanto no segundo turno e diminuiu sua rejeição, sempre além da margem de erro. E foi justamente o candidato que mais se tornou conhecido no período. Marina Silva piorou nas intenções de voto (provavelmente eleitores que migraram para o tucano) mas viu sua rejeição despencar à metade do que era. Dilma está estável na rejeição e piorou nas intenções de voto.

Nova eleição? Vejam a comparação com a última simulação envolvendo Marina Silva

Nova eleição? Vejam a comparação com a última simulação envolvendo Marina Silva

Essa pesquisa mais recente não deve ter captado todo o efeito eleitoral da comoção pela morte de Eduardo Campos. Como nesta semana começa o horário eleitoral, o próximo resultado do Datafolha já deve ter a totalidade desse efeito diluída junto ao da invasão partidária na tv e no rádio.

A rejeição ao PT

A grande informação contida nesses resultados estaduais divulgados hoje pelo Datafolha é a altíssima rejeição ao PT. Nem mesmo em 2002, quando havia um sentimento de exaustão e clamor por mudança na política nacional, se viram números tão altos de rejeição ao PSDB, que representava a continuidade.

A contaminação da rejeição petista pode ser vista nos resultados estaduais. À exceção de Minas Gerais e Rio Grande do Sul, a rejeição aos candidatos do PT é maior do que a intenção de votos em todos os outros estados. No caso de São Paulo a rejeição ao petista é mais do que cinco vezes a intenção de votos. Vejam os números:RejeicaoPT

Os números estaduais do Datafolha: 15/08

Abaixo os resultados resumidos dos Estados pesquisados pelo Datafolha, números divulgados hoje. Em azul o número de intenção de votos, em vermelho o de rejeição:

Governo de SP:

Alckmin(PSDB) 55%, 19%
Skaf(PMDB) 16%, 20%
Padilha(PT) 5%, 28%

Governo do RJ:

Garotinho(PR) 25%, 40%
Crivella(PRB) 18%, 16%
Pezão(PMDB) 16%, 20%
Lindbergh(PT) 12%, 20%

Governo de MG:

Pimentel(PT) 29%, 10%
Pimenta da Veiga(PSDB) 16%, 14%

Governo do PR:

Richa(PSDB) 39%, 23%
Requião(PMDB) 33%, 27%
Gleisi(PT) 11%, 17%

Governo do DF:

Arruda(PR) 35%, 37%
Agnelo(PT) 19%, 48%
Rollemberg(PSB) 13%, 13%

Governo de PE:

Monteiro(PTB) 47%, 9%
Câmara(PSB) 13%, 17%

Governo do RS:

Ana Amélia(PTB) 39%, 13%
Tarso Genro(PT) 30%, 27%
José Ivo Sartori(PMDB) 7%, 6%

Linha direta entre campanha de Padilha e FolhaOnline

Tirando este site, somente a Folha de São Paulo e sua versão online dão bola para Alexandre Padilha. O nosso motivo para pegar no pé dele é bem claro: foi o responsável por uma medida totalmente imoral. O motivo da Folha não sabemos, mas podemos imaginar.

Folha e PT de SP: amizade que nem mesmo o tempo irá destruir.

Folha e PT de SP: reportagem online copia até mesmo erro de grafia do site de campanha

Com o intuito de falar das campanhas digitais dos candidatos a governador em São Paulo, a Folha Online publicou um post com um vídeo do Padilha, publicado no YouTube, e 9 Jingles da campanha de Padilha. Embora seja apenas um vídeo de Skaf, o peemedebista não teve direito à impressão na reportagem da sua canção. Já Padilha teve lá publicado todas as letras de seus jingles. Mais ainda, é tão escandalosa a ligação da reportagem da FolhaOnline com a campanha de Padilha que eles não puseram o link para o Soundcloud (onde foram publicados os jingles de Padilha), mas abrigaram os arquivos nos servidores da Folha. E como se não fosse pouco o vexame, copiaram e colaram a letra dos jingles na reportagem COM OS MESMOS ERROS, inclusive na grafia do nome do governador, como pode ser visto nas imagens.

Código fonte da página da Folha: mp3 da campanha hospedado no site do jornal

Código fonte da página da Folha: mp3 da campanha hospedado no site do jornal

A Folha de São Paulo e seus jornalistas têm direito de declarar seu voto em Padilha, e até mesmo seria melhor deixar isso bem claro, seria um grande e corajoso passo para o jornalismo brasileiro. Ou podem continuar assim, forçando a mão entusiasticamente e pensando que ninguém percebe.

Em quem votam as pessoas que xingavam Joaquim Barbosa?

O racismo como pistola política virou algo comum no Brasil desde que políticos começaram a ser condenados no processo do Mensalão. Como Joaquim Barbosa foi o relator do processo e principal responsável pelas punições, começou então a ser alvo de todo tipo de ataque com referências à sua cor de pele. Relembrem neste post  uma seleção de ataques típicos dirigidos a ele.

Revendo esse post, fui olhar os perfis que xingavam Joaquim há alguns anos e ver como estão hoje em dia, saber se o ódio político e ignorância ainda os consome ou se, quem sabe, tiveram alguma luz que os tirassem do lixão moral em que se meteram.

Perfis que xingavam Joaquim Barbosa militam pelo PT e Dilma

Perfis que xingavam Joaquim Barbosa militam pelo PT e Dilma

Alguns dos perfis mais xingadores foram suspensos: @telmacas e @mau_stalinista. Os que ainda existem são os que vão abaixo:

@jcruzeta
@jronaldomacedo
@zanuja_cbranco
@leabhmg
@o_malho
@pedrozaccaro

Basicamente todos são militantes, postam coisas de política contra a imprensa, a direita, as oposições. E, lógico, são Dilma de corpo e alma.

 

Ibope 07/08 – Sem grandes mudanças em relação à última do instituto

Saiu há pouco o resultado da mais nova pesquisa Ibope.

Os números de intenção de voto e rejeição são esses:

  1. Dilma Rousseff(PT)-  38%36%
  2. Aécio Neves(PSDB) – 23%15%
  3. Eduardo Campos(PSB) –  9%9%
  4. Pastor Everaldo(PSC) – 3%11%

Em relação à última pesquisa Ibope, Dilma e Pastor Everaldo permaneceram estáveis enquanto Aécio Neves e Eduardo Campos subiram um ponto. Havia expectativa entre os petistas de que o caso do aeroporto de Cláudio/MG pudesse afetar a imagem de Aécio Neves – a grande estratégia petista no momento é mostrar que “todos os políticos são sujos” para aumentar a rejeição aos concorrentes e incentivar abstenções, votos nulos e brancos.

Mais do que os números no primeiro turno, animam a oposição as simulações de segundo turno que apresentaram expressiva melhora para os dois candidatos. O tucano subiu de 33% para 36% enquanto o pessebista foi de 29% para 32%:

  • Dilma Rousseff(PT) 42% x 36% Aécio Neves(PSDB) –
  • Dilma Rousseff(PT) 44% x 32% Eduardo Campos(PSB).

Para o staff de Dilma resta comemorar a pequena melhora na avaliação positiva de seu governo:

  • Ótimo/Bom – Foi de 31% para 32%;
  • Ruim/Péssimo – Foi de 33% para 31%;
  • Regular – Foi de 36% para 35%.

Se a divulgação do caso do aeroporto de Cláudio/MG não afetou Aécio Neves, não dá para saber ainda se tiveram algum efeito em Dilma as revelações das revistas da última semana: ÉPOCA mostrou os supersalários dos amigos de Lula no SESI e VEJA mostrou a farsa envolvendo funcionários da presidência que combinaram perguntas e respostas com investigados da CPI da Petrobras. Teremos que aguardar a próxima rodada do Datafolha, que também será a primeira pesquisa confiável após o início da cobertura das eleições no Jornal Nacional.

“Cristianização” petista em São Paulo?

Post de Gerson Camarotti em seu blog no G1:

Integrantes da cúpula petista começam a fazer um mea culpa com a escolha de alguns candidatos nas disputas estaduais, especialmente em São Paulo, com Alexandre Padilha, e Rui Costa, na Bahia.

O maior arrependimento é com Padilha, que tem apresentado um desempenho sofrível na disputa pelo Palácio dos Bandeirantes. De forma reservada, há o reconhecimento de dirigentes do PT de que foi um equívoco a decisão do ex-presidente Lula de lançar Padilha, um desconhecido, no estado com o maior colégio eleitoral do país.

É compreensível o desalento dos petistas quanto ao desempenho no Estado que viu nascer o partido e que tem quase 1/4 do eleitorado. Embora no início de agosto de 2012 Fernando Haddad estivesse com índices baixos nas pesquisas (6% contra 5% de Chalita, 25% de Celso Russomanno e 26% de Serra no Ibope) e tenha conseguido virar mais adiante, vários fatores daquela eleição não existem nessa. O principal é a rejeição do governante no posto e o desejo de mudança. Kassab tinha 43% de “Ruim/Péssimo” e apenas 21% de “Ótimo/Bom” enquanto Alckmin tem 19% de “Ruim/Péssimo” e 40% de “Ótimo/Bom”. O outro agravante é a proporção no horário eleitoral gratuito muito inferior : Haddad era o candidato com mais tempo enquanto nesta eleição Padilha é apenas o terceiro. Por fim, bater em Celso Russomanno era muito mais fácil do que em Paulo Skaf, um aliado de maior peso.

Felipe Cotrim/VEJA.com

Lula ainda se esforça para alavancar Padilha. O PT já nem tanto.                      Foto: Felipe Cotrim – VEJA.com

O ambiente em São Paulo é tão inóspito para o PT que começamos a ver coisas antes inimagináveis como, por exemplo, candidatos a deputado escondendo Dilma e Padilha em seus santinhos e peças de rua. Esse jogo de esconde-esconde e esvaziamento pode desencadear a primeira cristianização de candidaturas petistas, com posterior desembarque do dinheiro do partido nas candidaturas de Skaf para governador e Kassab para o senado.

Página 5 de 71234567