Eduardo Jorge declara apoio a Aécio Neves. Petistas se revoltam

Eduardo Jorge foi, até hoje, o queridinho da campanha eleitoral. Dezenas de reportagens e posts bem-humorados foram feitos em sua homenagem. Chegou até a ser declarado o “candidato da internet”, devido à sua popularidade na rede. Tudo deve mudar a partir de agora, que declarou apoio a Aécio Neves.

Os dilmistas já dão o tom do que vem por aí. Os posts coletados abaixo foram feitos 5 minutos após o anúncio. Cliquem para ampliar:

Eduardo_jorge_levyEduardo_jorge_2Eduardo_jorge_agressorEduardo_jorge_NojoEduardo_Jorge_3Eduardo_jorge_1 Eduardo_jorge_4Eduardo_Jorge_MoscowEduardo_jorge_piada Eduardo_Jorge_Toy Edurdo_jorge_migas

Loading...

6 comentários para “Eduardo Jorge declara apoio a Aécio Neves. Petistas se revoltam

  1. jose limongi

    O pessoal tem memória curta.
    O Eduardo Jorge foi um dos fundadores e deputado estadual e federal pelo Partido dos Trabalhadores em várias legislaturas, de 1983 a 2003.
    Assim como a Erundina (que foi maltratada pelo PT) saiu do Partido para novos rumos.

    Responder
  2. Lu

    Deveras estranho. Visto que a abordagem do PV é bem diferente da do PSDB esse posicionamento foi um tanto quanto inesperado. Ou ele realmente odeia o PT ou teve alguma influência meio nublada nesse intervalo pós-primeiro-turno.

    Responder
  3. Marcos

    Minha preocupação é se esse negócio do Eduardo Jorge e a Marina Silva apoiarem o Aécio Neves não seja um plano do Foro de São Paulo para manter seus cúmplices ativos dentro de um eventual governo do PSDB. Não que o PSDB seja confiável já que também é de esquerda, mas ao menos não é signatário do Foro de São Paulo, nem possui uma cartilha à qual seus membros devem rezar rigorosamente. Só o tempo dirá. Que Deus nos guarde a todos!

    Responder
  4. Marcirio

    Petralhas ladrões, comecem a assimilar a ideia de que a partir de janeiro próximo vocês terão que procurar emprego para viverem. Eduardo Jorge tomou a única opção decente que poderia tomar. Apoiar Aécio.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *