EDITORIAL: TEMER, RENUNCIE JÁ!

O Presidente Michel Temer (PMDB), ex-vice de Dilma Rousseff (PT), tomou posse do cargo há um ano. Seu curto governo é marcado pela falta de rumo, sucessivos erros e muitos recuos após pressão da esquerda.

Um ano de Temer: 10 erros de um governo sem rumo

O governo Temer está maluco

Ontem foi divulgado para todo o país o grampo em que Michel Temer consente com o repasse de propinas de Joesley Batista, da empresa JBS, para Eduardo Cunha (PMDB), preso e condenado pela Lava Jato. O próprio Joesley Batista foi recebido na residência oficial do Presidente da República, mesmo já sendo investigado por diversos casos de conhecimento público.

Na longa conversa, o empresário fala das operações em que é investigado e confessa que comprou um procurador e dois juízes. Temer ouve tudo sem discordar. As conversas ocorreram em março sem que houvesse providências futuras por parte do presidente da República.

Também foi relatado ao Presidente uma pendência incômoda envolvendo a JBS e a Petrobras, estatal do petróleo que foi destruída pelos roubos cometidos pelo PT em conluio com o PMDB e o resto da base de apoio dos governos Dilma e Lula.

Ao ouvir esses tipos de conversa, o Presidente deveria ter dado voz de prisão ao empresário que lesou o país, a República e agora vai desfrutar dos ganhos de seu crime nos EUA por alegar risco de vida.

VEJAM AQUI AS DUAS REPORTAGENS DO JORNAL NACIONAL: Sobre a pendência da JBS com a Petrobras e sobre o encontro dos dois no Palácio do Jaburu

Um Presidente da República não deve ter contato com bandidos. Muito menos bandidos investigados em casos que envolvem desvio de recursos públicos. E é muito mais grave quando isso se dá fora de qualquer agenda e na residência oficial.

Por esses motivos, Michel Temer não tem mais moral alguma para continuar no cargo, muito menos para defender as duras reformas que o país precisa para sair do caos econômico – e que estão sendo apresentadas pelo seu governo com injustiças gritantes.

MICHEL TEMER TEM QUE RENUNCIAR!

Quanto antes, melhor para o país. Sua saída voluntária é o único gesto de grandeza possível para quem tanto poderia fazer pelos brasileiros mas só serviu para lembrar que nosso poder público é dominado por bandidos.

 

Revisado por Maíra Pires @mairamacpires

Loading...

2 comentários para “EDITORIAL: TEMER, RENUNCIE JÁ!

  1. Sum Ting Wong

    Lamento, mas tudo isso cheira a armação. Quando a economia começou a melhorar, inflação e juros caindo, uma bomba dessas.

    Quem ganha?

    Tudo indica que a J&F, a Globo (que disseminou pânico infundado) e todos os especuladores que tiveram acesso a informações privilegiadas.

    Responder
  2. Pedro Rocha

    Ele não vai renunciar para abrir a porta da própria cela perdendo o foro privilegiado. Possivelmente serão anulador por Rodrigo Maia os pedidos de impedimento e por Temer não ser Dilma a economia vai sobreviver.

    O jeito é fazer pressão e enfraquecer ao máximo o Plano A do establishment: a aliança PT x PMDB x PSDB x partidos auxiliares no 2º turno (ou mesmo no primeiro) contra Bolsonaro.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *