EDITORIAL: Temer é culpado e o TSE tem que cassá-lo

O presidente Michel Temer alega não ter tido participação nos esquemas fraudulentos de sua chapa, o que seria suficiente para mantê-lo no cargo. A discussão sobre essa tese é mais falsa do que nota de três reais.

Se a chapa Dilma-Temer foi vitoriosa por meio de fraude, a questão não é participação ou não do então vice-presidente, mas a legitimidade do voto fraudado. O mesmo voto que Dilma Rousseff recebeu legitima Michel Temer. Ora, se o voto que sustenta o mandato é fraudulento, então toda a chapa é fraudulenta. Esse é o fundamento da cassação de chapas.

Quanto a honestidade do presidente Michel Temer, um político que foi por uma década presidente do PMDB, três vezes presidente da Câmara dos Deputados e duas vezes vice do PT, não há dúvidas de que ele chegou lá seduzindo seus pares apenas com o uso de mesóclises.

As ‘reformas que o Brasil precisa’ têm vida própria. É capaz que o Congresso, pressionado pelo PIB, eleja um Henrique Meirelles da vida para terminar o mandato e aprovar tudo o que o mercado quer.

A própria discussão sobre a reforma da previdência (que não é reforma coisa alguma) mostra que o Brasil aguenta até a próxima eleição sem Michel Temer no comando do país. Se fosse aprovada do jeito que o governo enviou, seriam economizados R$ 4 bilhões em 2017 e R$ 14 bilhões em 2018. Aprovar a reforma após as eleições presidenciais não seria nenhuma catástrofe financeira. A proposta gestada pelo governo não foi pensada para tornar a Previdência sustentável, mas para estabilizar o déficit em relação ao PIB.

Demonstrado que o voto que Michel Temer recebeu foi obtido por meio de fraude, não há o que se discutir: o TSE existe para resguardar o voto e a democracia brasileira.

Temer tem que ser cassado.

Leia também:

EDITORIAL: Sociedade não pode permitir que Temer escolha seus julgadores

Revisado por Maíra Pires @mairamacpires

3 comentários para “EDITORIAL: Temer é culpado e o TSE tem que cassá-lo

  1. MARIO AMERICO DE MOURA FILHO

    A leniência, o conchavo, o corporativismo, o aparelhamento do Estado, as modernas saúvas que estão devorando o Brasil. Alguém acreditou que seria realizado o julgamento? Alguém alinda acredita que será realizado? Esse o TSE mandará para as calendas gregas. Nada no Brasil propserará, enquanto a ética e o respeito a Constituição existir apenas no país de fantasia, no país irreal dos discursos políticos. Estamos à deriva, e todas as justificativas para não se punir, ou se agir letalmente, são apresentadas. Justifica-se até mesmo que ameaça a ordem e a estabilidade do páís.
    Estabilidade? Mais uma fantasia que adorna a cabeça dos parlamentares e jurisconsultos.

    Responder
  2. Heloisa

    Concordo muito com isso… E que se ele for cassado vai criar instabilidade, pra mim, é uma mentira, pois a estabilidade que está aí não é mérito dele, e sim da queda da Janete… Outra coisa: acho que se deveria rever o processo de impeachment para não deixar o vice no lugar.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *