Conheça Enriquinho

Na última semana, circulou no Facebook a biografia de Rigoberto, rapaz fartamente amparado e financiado pela família, que se posiciona contrário ao Bolsa-Família e demais programas sociais — a seu ver, “não se deve dar o peixe, mas ensinar a pescar” (esqueceram de ensinar Rigoberto a pescar outro argumento que não um clichê).

Acontece que Rigoberto tem um amigo da época do escola, Enrique, o qual, ao contrário dele, passou no vestibular de uma universidade pública (Rigoberto tem a mensalidade de sua faculdade particular paga pelo pai).

P1T localizou Enriquinho e tem agora o prazer de apresentar aos leitores da Reaçonaria a trajetória deste cidadão altruísta e com consciência social.

Enriquinho

Loading...

3 comentários para “Conheça Enriquinho

  1. Pedro.

    Mais uma postagem P E R F E I T A ! ! ! ! !

    Exatamente isso:

    Os que se dizem contra a exploração e a favor da igualdade oPTam por se tornarem burocratas cuja única função é DISTRIBUIR os FRUTOS do TRABALHO ALHEIO e por tal TOMAREM PARA SI A MAIOR PARTE como pagamento por seu atruísmo distributivista….

    …e para distribuirem a menor parte do que TOMAM dos outros, remuneram-se com montante maior do que recebem os contribuintes expropriados.

    Ou seja, uma lógica de classe …rs

    João ganha muito e deve ser expropriado para que forneça um pouco a José. Antonio se propõe expropriar João para dar parte a José, porém Antônio toma para si, a título de remuneração por seu trabalho de expropriar/roubar, um montante maior do que aquilo que origuinalmente joão obtinha com seu trabalho honesto.

    Assim, o “caridoso igualitário” torna-se OBTÉM RENDIMENTO MAIOR do que aquele que é forçado pelo “caridoso” a fazer caridade.

    Somente humanos conseguem entender esta “lógica” e anuir com os “altruístas igualitários” que SE BENEFICIAM e se DESIGUALAM forçando outros a prestarem caridade sob a égide de pretensa igualdade.

    PQP!!!

    Responder
  2. Pingback: Rigoberto e Enriquinho « Enquanto há vida, há esperança!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *