Escola Sem Partido: nos ajude a vencer em Jundiaí!

Caberá aos vereadores de Jundiaí decidir hoje se o assédio ideológico que milhares de estudantes brasileiros sofrem será enfrentado ou ignorado nos limites do município.

Os alunos da rede municipal de ensino de Jundiaí podem receber proteção legal especifica contra a doutrinação ideológica se os vereadores aprovarem o projeto de lei N º12.347/2017, do vereador Antônio Carlos Albino, institui o Escola Sem Partido no âmbito municipal.

A sessão que será realizada às 18h00 de hoje, na Câmara Municipal, deve atrair muitos defensores e adversários de uma educação plural e livre de aparelhamento.

Como era de se esperar, os defensores da “escola Com partido” – ou seja, de uma educação com doutrinação ideológica, com viés político e partidário, com militantes disfarçados de professores promovendo a sexualização precoce de crianças – estão engajados em uma campanha de mentiras sujas contra o Escola Sem Partido.

A OAB de Jundiaí que, “surpreendentemente” (risos) parece um diretório jurídico da esquerda da cidade, se levantou contra o projeto de lei. E serviu de fonte para a manchete tendenciosa do Jornal de Jundiaí: “Juristas alertam que projetos em votação na Casa são ilegais”.

A OAB de Jundiaí, cuja vice-presidente é casada com o vereador (e ex-comunista) Cristiano Lopes, ignorou solenemente o parecer em favor do Escola Sem Partido assinado pelo jurista Ives Granda, professor emérito da Faculdade de Direito da Universidade Presbiteriana Mackenzie.

Para os “juristas” ouvidos pelo Jornal de Jundiaí,  que ignorou Ives Granda, combater o assédio ideológico em sala de aula é “inconstitucional”.

O mais surpreendente que é o Jornal de Jundiaí manchetou que o projeto de lei é ilegal sem apresentar ao seu leitor a informação do parecer do dr. Ives Granda e nem sequer oferecer ao seu leitor qualquer versão em defesa do “outro lado”.

Foram sete parágrafos de acusações contra o Escola Sem Partido e apenas dois concedendo fala ao vereador Albino, que é o autor do projeto de lei no município.

Trata-se de um jornalismo tendencioso e de péssimo nível, mas que será usado pela militância de esquerda para creditar e justificar a pressão contra os vereadores da cidade.

Os vereadores analisarão, na sessão de hoje, o projeto de lei, sob forte pressão. E precisam saber que têm forte apoio não apenas na cidade, mas de todos os brasileiros que defendem uma educação plural e sem viés partidário.

Se você puder, envie sua mensagem de apoio ao Escola Sem Partido para vereadores:

DIKA XIQUE XIQUE
Partido: PR
E-mail: dikaxiquexique@camarajundiai.sp.gov.br
Facebook: https://www.facebook.com/dikajundiai00

ARNALDO DA FARMÁCIA
E-mail: ver.arnaldo@camarajundiai.sp.gov.br
Facebook: https://www.facebook.com/vereadorArnaldodaFarmaciaPDT/

MARCIO CABELEIREIRO
E-mail: marciocabeleireiro@camarajundiai.sp.gov.br
Facebook: https://www.facebook.com/marcio.cabeleireiro.73

RAFAEL TINTAS COLÔNIA
E-mail: rafaelantonucci@camarajundiai.sp.gov.br
Facebook: https://www.facebook.com/rafael.antonucci.7

ROMILDO ANTONIO DA SILVA
E-mail: romildo@camarajundiai.sp.gov.br
Facebook: https://www.facebook.com/romildo.antonio.jundiai

 

Loading...

Um comentário para “Escola Sem Partido: nos ajude a vencer em Jundiaí!

  1. Nathália

    Bom dia,

    Sou estudante da cidade de Jundiai e estou lutando pelo projeto Escola sem Partido, livre de tal doutrinação, sofrendo até perseguições por conta disso e notas em média no boletim escolar diminuídas por não concordar com esta alienação, além de presenciar professores declarando a desaprovação deste projeto de lei por serem tendenciosos.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *