Dia D contra a ideologia de gênero em SP

A sociedade civil se manifestou em peso contra a implantação da ideologia de gênero na rede municipal de ensino de São Paulo. Mas os vereadores de esquerda não respeitam a vontade do povo e pretendem reverter as vitórias da sociedade em votação na terça-feira, dia 11.

Em São Paulo as audiências públicas sobre o Plano Municipal de Educação (PME) atraíram centenas de pais, mães e cidadãos preocupados com o bem estar das crianças. Todos se expressaram claramente contra a ideologia de gênero.

É claro que as audiências também atraíram os militantes amestrados de sempre, mas em um número insignificante. Os ventríloquos lá compareceram para exigir que a educação infantil seja oficializada como campo fértil de doutrinação ideológica.

Os militantes, contudo, foram suplantados pela voz firme e vibrante da maioria que disse “Não!” ao plano de perversão da educação infantil.  A batalha pela opinião pública foi vencida pelos homens e mulheres de boa vontade e, acima de tudo, de bom senso.

Porém, outra batalha se avizinha e, desta vez, o confronto se dá estritamente no campo político. A Câmara Municipal de São Paulo vota em plenário na terça-feira, 11, às 15h00, o Plano Municipal de Educação. E, é claro, vereadores de esquerda querem dar o golpe.

O povo disse "Não!" ao PME com ideologia de gênero, mas há quem queira dar um golpe!

O povo disse “Não!” ao PME com ideologia de gênero, mas há quem queira dar um golpe!

O golpe consiste em reinserir a Ideologia de Gênero no texto do PME, ignorando solenemente a vontade da sociedade civil, atropelando as decisões anteriores do legislativo municipal sobre o tema e silenciando a voz dos pais que não querem tal ideologia no ensino dos filhos.

É de fundamental importância que aqueles que puderem ir compareçam na sessão de terça e reafirmem sua contrariedade diante de qualquer tentativa de manipulação da educação infantil.

A sessão de terça-feira, dia 11, começa às 15h00, mas é recomendável que se chegue muito antes, a partir de 12h00, para ocupar os espaços da Casa. Se você puder, chegue antes.

Esta é uma das batalhas mais importantes contra a Ideologia de Gênero no Brasil e na América Latina. Se a cidade de São Paulo cair sob as mãos dos engenheiros sociais do gênero, a porta será aberta para uma reversão brutal das vitórias das famílias contra a ideologia.

 

 

 

Loading...

5 comentários para “Dia D contra a ideologia de gênero em SP

  1. Alberto Gemal

    Solicito aos senhores divulgação ampla dos nomes dos homens publicos (argh) que apoiam esta “ideologia de genero” para melhor divulgação. Aqui em Niterói ainda não consegui os nomes e isto deve ser divulgado massivamente! Obrigado.

    Responder
  2. marcio carlos

    Vale lembrar que o Congresso vetou essa anomalia nas escolas do Brasil. Eles são autoridades máximas sobre esses assuntos. E esta besteira é coisa das cabeças estupidas de esquerdopatas. A população, professores e diretores devem se posicionar para destruir tal intenção de uma minoria estupida

    Responder
  3. Alexandre Sampaio Cardozo de Almeida

    São Paulo, 10 de agosto de 2.015

    Prezado Sr. Cortez,

    Estou enviando E-mails para alguns vereadores exigindo que votem contra essa cretinice! Aos prezados leitores do Reaçonaria, vale a pena enviar E-mails, caso não possam comparecer a Câmara amanhã. Deixem bem claro que se o projeto for aprovado, NENHUM VEREADOR DA ATUAL LEGISLATURA CONSEGUIRÁ SE REELEGER! Acreditem, a única coisa que esse chacais temem, é perder a boquinha!

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *