O criminoso caso dos “incêndios em favelas” de São Paulo

Um dos objetivos nesse site sempre foi desmascarar mentiras influentes. Ao longo desses quase dois anos do site já trouxemos muitas coisas que podem ser categorizadas como “mentirinhas”, coisas menores. Não é o caso do que será tratado agora: aqui é crime mesmo, ação digna de bandidos.

Quando o PT não administrava a cidade de São Paulo, algo que mobilizava bastante a militância que hoje se encontra com cargos na administração de Haddad era falar dos incêndios em favelas na cidade de São Paulo. Algumas vezes deixando nas entrelinhas, outras abertamente, a insinuação era de que o poder público se associava a empreiteiras para atear fogo a favelas com objetivos especulativos. Certa vez no meu antigo blog mostrei (*)como a acusação era absurda até mesmo em números absolutos: em um ano cataloguei inúmeras ocorrências de incêndios em favelas da cidade de Guarulhos, administrada pelo PT há mais de uma década, e sobre a qual não se levantava nenhuma suspeita (a cidade além de ter um décimo da população paulistana não tem nem 20% da imensidão do tamanho da capital). Ao fim desse post há um trecho do post que fiz sobre o tema.

O fato é que os incêndios em favelas, explicados pela baixa umidade em certas épocas e excesso de calor de outras, pela grande concentração de casas feitas com material inflamável (madeira, plásticos) e pela precariedade das habitações, foi usada maliciosamente para deixar no ar uma suspeita gravíssima. E desde que Haddad assumiu a prefeitura o tema simplesmente se extinguiu dos comentários de militantes, pagos ou não. Quando Haddad não era prefeito, até mesmo um projeto “colaborativo” foi criado para mapear os incêndios e mostrar o “aí tem coisa” da questão: http://blog.fogonobarraco.laboratorio.us/. Obviamente, conquistada a vitória eleitoral pelo PT o site foi abandonado(**). O propósito eleitoral do site é tão nítido que suas publicações se concentram nos meses de setembro e outubro de 2012. Quem quiser se divertir pode tentar descobrir quem criou o site através das pessoas que curtiam as postagens do site nas redes sociais, daí para ligar a algum órgão petista ou a gente ligada à campanha do atual prefeito é um pulo.

Os incêndios em favelas deixaram de acontecer? Não. Apesar de 2015 ser até aqui um ano com muitas chuvas, o eles continuam e continuarão a existir. Veja abaixo uma lista de ocorrências que dificilmente você notou pois o problema deixou de fazer parte da agenda política da esquerda:

Apontar as mentiras usadas na política é apenas parte da luta de quem quer ajudar o país cobrando melhores práticas de seus agentes públicos. Ainda mais importante talvez seja chamar as coisas pelo nome. Quem alimentava teorias da conspiração diante de tragédias pessoais como incêndios e de repente ignorou por completo o assunto é uma coisa só: bandido! Que sejam hoje militantes dessa ou daquela agenda é secundário. Mentir tão gravemente para provar um ponto político é coisa de gente que deve ser afastada do convívio público e calada em qualquer debate até que peça desculpas e reconheça suas ações abjetas.

incendio favela do moinho

(*) Trecho do post feito em 2011 que apontava como os militantes que gritavam ao falar dos incêndios na capital silenciavam diante dos incêndios ocorridos na vizinha Guarulhos

Quanto de mau caratismo e burrice são necessários para propagar que um governante ou algum dos seus secretários está matando seus governados em busca de dinheiro pra caixa de campanha ou “faxina de gente”? Digamos que a pessoa tenha caído nesta pela empolgação mesmo, vai aqui uma PROVA muito rápida e definitiva pra que não se prossiga com esta injustiça vergonhosa. O que vai abaixo é uma lista de “incêndios em favela” ocorridos em 2011 que obtive em rápida busca ao Google. Com um detalhe importantíssimo: usando como base a cidade de Guarulhos, acho que ainda hoje a segunda cidade mais populosa da Grande São Paulo e com características muito semelhantes à capital:
  • 30/01/2011– Incêndio destrói parte de favela em Guarulhos
  • 13/02/2011 – Incêndio atinge favela em Guarulhos
  • 29/02/2011 – Incêndio atinge favela em Guarulhos
  • 18/03/2011 – Incêndio destrói mais de dez barracos em favela de Guarulhos
  • 05/08/2011 – Incêndio mata uma pessoa dentro de favela em Guarulhos
  • 01/09/2011 – Incêndio atinge favela em Guarulhos
  • 12/09/2011 – Incêndio na favela dos paletes em Guarulhos
  • 07/10/2011 – Barracos pegam fogo em favela de Guarulhos
  • 25/12/2011 – Incêndio destrói barracos em favela em Guarulhos

Guarulhos, uma cidade com 10% da população da Capital, com área muito menor e…  Governada por prefeito petista! Há muitos mandatos, aliás. E então, como se explica este número absurdo de incêndios em Guarulhos? Da mesma forma que se explicam em qualquer lugar em que existam moradias precárias e amontoadas.

(**) Essa artimanha eleitoral também foi vista na campanha de Eduardo Suplicy, que hoje é secretário de Haddad. Vejam o item 3 do post “Suplicy, um petista nato” http://reaconaria.org/blog/reacablog/suplicy-um-petista-nato/).

 Revisado por Maíra Adorno @mairamadorno

3 comentários para “O criminoso caso dos “incêndios em favelas” de São Paulo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *