Como a esquerda contará nossos dias atuais

É necessário falar um pouco mais sobre um ponto ressaltado no post “Globonews faz panfletagem esquerdista“:

A emissora paga, ligada à Rede Globo, apenas escreveu mais um capítulo de mentiras bem trabalhadas pela esquerda com o intuito de narrar, de uma perspectiva futura, os dias de hoje: não estaríamos na desgraça atual devido aos roubos da esquerda mas pela violência política de quem é contra o PT.

Muito em breve, militantes esquerdistas mal intencionados escreverão livros falando da exacerbação política, a virulência política ou qualquer outra expressão que queiram para denegrir a insurgência anti-esquerdista que vemos no Brasil de hoje. Para provar a tese, usarão reportagens de jornalistas militantes como Mônica Bérgamo e tantos outros que sempre pegam pequenos casos isolados e de representatividade nenhuma para desfigurar todos aqueles cidadãos normais que hoje estão contra o PT.

Assim, ataques racistas organizados por grupos de jovens imbecis (que depois descobrimos, o líder deles millitou por Dilma em 2014) contra artistas globais são jogados na conta duma suposta direita. Ofensas a ministros petistas são vistos como o maior dos absurdos. Chico Buarque xingar de bosta uma pessoa e ouvir em resposta o mesmo xingamento é reportado como um ataque contra Chico Buarque. Críticas em redes sociais feitos por pré-adolescentes revoltados com a vitória do PT são retratados como símbolo de todos que votaram contra o PT e de que todos que não votam no PT são separatistas, xenófobos ou racistas – a criatividade para o esquerdista de hoje tem de ser enorme.

E serão ignorados todos os ataques racistas feitos por petistas contra Joaquim Barbosa, justamente por ele estar condenando petistas. Será ignorado que o maior caso de agressão política que tivemos recentemente foi uma de militantes petistas que cercaram, xingaram e chutaram uma jornalista da Folha e que pouquíssima gente foi informada. Os xingamentos de Jean Wyllys direcionados ao Papa e todos os católicos e seu costumeiro menosprezo aos evangélicos não será mencionado ou interpretado como discriminação dos mais humildes. A morte de um cinegrafista provocada por militantes de esquerda e mesmo o ataque à sede da Abril serão detalhes intencionalmente ignorados.

Será ocultado que os casos que geram escândalos em suas reportagens são protagonizados por pessoas comuns, em grande parte adolescentes, gente sem cargo público ou influência política, enquanto os xingamentos de esquerdistas se dão contra as pessoas comuns e feitos por pessoas formadas, gente que trabalha na imprensa, por líderes partidários e celebridades. Para reforçar a ridicularização de quem não é esquerdista, lembrarão das reportagens toscas também de Mônica Bérgamo e outros seguidores em que dão voz a milionários meio babacas falando mal do governo.

Milhares de pessoas conseguem perceber essas artimanhas da esquerda hoje em dia. Porém, a nossa força ainda é pequena, não conseguimos impedir a proliferação das versões mentirosas armadas por eles. As redes sociais nos ajudam a ganhar espaço mas a força deles é ainda muito maior e mais diversificada. Eles têm os sites financiados pelo governo direta ou indiretamente (Brasil 247, DCM, Pragmatismo Político, Luis Nassif, Paulo Henrique Amorim, BrasilPost, El País Brasil), as dezenas de jornalistas espalhados em redações da Folha, Estadão, Globo e até mesmo Veja, além de sites que misturam conteúdo comum a política para empurrar seus valores deturpados (Quebrando Tabu e Catraca Livre são os maiores exemplos).

agressao_mstEu gostaria de ter alguma fórmula para equacionar esta batalha, apontar caminhos para igualarmos as forças, mas não a tenho. O que nos resta no momento é pressionar e criticar, apontar as mentiras, ridicularizá-los e desgastá-los. Não porque estamos numa batalha de versões, mas porque defender a verdade e o certo deve ser pré-requisito de quem quer melhorar um país dominado por bandidos.

Vejam uma breve ista de posts que retratam algum caso de estupidez política extrema da esquerda:

  • DCM se refere a Fernando Holiday como “o negro do MBL” – link
  • Blog da Dilma chama Joaquim Barbosa de macaco – link
  • Militante comunista xinga jornalistas de “bicha velha” – link
  • Dia da Consciência Negra – Os ataques baixos a Joaquim Barbosa – link
  • Petistas em bando xingam e agridem jornalista – link
  • Marilena Chauí odeia a classe média – link
  • Presidente da Juventude do PT ataca o judaísmo – link
  • Site financiado pelo governo ofende Rachel Sheherazade – link
  • Petistas ofendem a aparência de Marina Silva, a mãe de Reinaldo Azevedo eJean Wyllys usa termos “negro gordo” para diminuir um eleitor – link
  • Zé de Abreu ofende evangélicos – link
  • A esquerda abomina e xinga São Paulo – link
  • Petistas agridem manifestantes do Movimento Brasil Livre – link

Revisado por Maira Adorno @mairamadorno

2 comentários para “Como a esquerda contará nossos dias atuais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *