ONU afirma: porto cubano financiado por Dilma é usado em contrabando de armas para Coréia do Norte

Chega pela “Coluna do Leitor” um artigo-bomba publicado no blog “Comedia Globale” que será replicado aqui na íntegra:

Relatório da ONU confirma: Porto de Mariel em Cuba vem sendo usado para contrabando de armas para a Coréia do Norte.

MarielUm relatório de peritos do Conselho de Segurança da ONU publicado em 6 de Março desse ano revela detalhes de como o porto de Mariel, recentemente reformado pelo conglomerado brasileiro Odebrecht com aporte de recursos do BNDES da ordem de US$ 900 milhões e forte articulação política do governo brasileiro, foi usado para o contrabando de 240 toneladas de armas, incluindo mísseis e armamento pesado, para a Coréia do Norte.

O relatório explica, inclusive, o porquê de Porto Mariel ter sido escolhido para essas transações criminosas, de modo a impedir a detecção da carga ilegal e evitar o seu rastreamento.

Confira o artigo que repercutiu essas descobertas:
http://www.capitolhillcubans.com/2014/03/why-odebrechts-port-was-chosen-for.html. Segue trecho:

“Mariel is being developed as a major deep-water port and free trade zone by a Cuba-Brazil consortium, with the Cuban military controlled Almacenes Universal S.A. The port was previously a submarine base and its development was formally opened on 27 January 2014.”

The Cuban military’s Brazilian partner in this consortium is the conglomerate, Odebrecht.

So why was the Port of Mariel specifically chosen (as stated in the report) for this illegal smuggling operation?

Obviously, because the Cuban military felt comfortable enough with its Brazilian partner, Odebrecht, to think that it could get away with such dangerous shenanigans.

E o mais importante (fontes primárias), o próprio relatório da ONU que denuncia a operação: http://www.un.org/ga/search/view_doc.asp?symbol=S/2014/147

Recomendo especial atenção aos anexos do relatório, especialmente do anexo IX ao XXI.

Que o governo brasileiro se aproximou das maiores ditaduras do mundo nos últimos anos não é novidade. Irmãos Castro, Chávez, Kadhafi, Bongo, al Bashir, Morales, dinastia Kim, entre outros ditadores são parceiros do governo brasileiro tomado pelo Partido dos Trabalhadores.

Mas nesse caso coisa é tão grave que ultrapassa a discussão interna, na qual o impeachment seguido de intensas investigações e cadeia para os envolvidos seria a saída mais óbvia. Entramos na seara dos crimes internacionais de guerra.

Bem-vindos ao Eixo do Mal.

59 comentários para “ONU afirma: porto cubano financiado por Dilma é usado em contrabando de armas para Coréia do Norte

  1. wesley

    Porque com todas estas denuncias ela ainda está no poder? Ela deveria perguntar ao povo brasileiro onde deveria investir:Mas esta delirando e perguntou o povo errado.Estou indignado e me sentindo ludibriado. Fora Dilma, e viva o povo BRASILEIRO.

    Responder
  2. Gustavo

    É só ligar A com B, quer ver?
    Dilma era manifestamente favorável à ditadura do proletariado, queria ter sido burocrata de ditadura comunista, como os burocratas cubanos.
    De lá pra cá ela não leu nenhum livro, então não pode ter mudado.
    A prova real disso o C – B são os diversos registros da Dilma abraçando Fidel já idoso, fraternamente emocionada, ele ainda é um ídolo pra ela…

    Responder
  3. Rodrigo

    o fato é que o governo brasileiro, independentemente de estar financiando ou não estados ditatoriais, deveria investir tais recursos em seu próprio território principalmente na habitação, saúde e educação para alavancar o progresso da nação. mas sabemos que isto não vai acontecer, pois os governos corruptos necessitam de que a grande massa esteja escravizada aos seus interesses por meio dos programas de auxílio e erradicação da pobreza (bolsa tudo). devemos como cidadãos brasileiros dar o troco a essas manobras ilegais e imorais nas urnas em outubro. a verdadeira revolução começa pelo voto. bom dia para todos.

    Responder
  4. Faruck

    Li todo o artigo da ONU e não há nada de relacione uma coisa com a outra. Lamentável esse tipo de falácia que circula pela internete, pegando apenas os incautos.

    Responder
    • Da CiaDa Cia

      Pelo visto você não leu direito. O porto de Mariel, financiado pelo BNDES, foi parte fundamental do crime. Dentre outros 3 portos cubanos, ele foi escolhido para o carregamento proibido.

      Responder
    • Francisco Ribeiro Reis

      Provavelmente seu inglês não é lá essas coisas ou você tem interesse que se mantenha essa política. Não precisa ser muito inteligente, não. Basta saber somar dois e dois, de qualquer forma que você somar o resultado sempre vai ser o mesmo: O governo brasileiro, ilicitamente representado por esse súcia que se apoderou dele, contribuiu, com conhecimento de causa, para o tráfico de armas. Agora também é um governo traficante. Meu Deus!!! Como pará-los???

      Responder
  5. sonia maria rabello

    Será que essa esquerda corrupta só sairá depois de uma guerra civil no Brasil?? Se fosse em um país mais sério, depois desse escândalo da Petrobras, a presidente já teria sido caçada, e estaria presa , junto com seus comparsas! Falta cultura para esse país, onde o povo é comprado com uma esmola chamada bolsa família, e dá-lhe copa do mundo, lamentável …

    Responder
    • Renata

      O PT servia mais ao país quando era oposição. Eram a favor de CPI, contra corrupção. … Collor caiu por causa de uma Elba e hoje vemos inúmeros escândalos e nada acontece. Pior! O PT não expulsou militantes condenados.

      Responder
      • Francisco Ribeiro Reis

        Esquece, Renata! Eles nunca serviram a ninguém que não a si mesmos. Jamais representaram uma oposição democrática. Não se esqueça são comuno/socialistas.

        Responder
  6. Cíntia

    Minha opinião é de que alguma coisa muito ruim deve estar para acontecer… O governo, nitidamente, está usando a Copa como meio de camuflagem. A Dilma é uma “sobrevivente” da ditadura, foi guerrilheira, considerada perigosa. As ideias antes do golpe militar eram tendenciosas ao comunismo, regime de países com os quais tem mantido bastante contato e intimidade. Vendo as notícias que tem se apresentado com tanta frequência acerca dos “favores” que ela tem feito a tanta “gente boa”, fica claro que ela vai se aproveitar do fiasco da Copa e aproveitar que todas as atenções estarão voltadas para o evento, assim pode agir, tomar decisões e fazer mais favores sem que muita gente fique no seu encalço.

    Responder
  7. Arivaldo Rocha

    E aonde está a Defesa e o desmentido apresentado pelo governo, diante de denúncias tão graves. Se forem mentiras, que apresentem contra-provas dos relatórios da ONU. Porque tal assunto não foi tratado em última reunião onde esteve presente a nossa Presidenta e esta não se pronunciou sobre a invasão da Crimeia. Este “ficar em cima do muro”, seria a estratégia brasileira para não dar margem a se originar assuntos dos “alinhados de esquerda” e as suas mais recentes “atividades?”

    Responder
  8. Igor

    O que mais revolta são os idiotas que não enxergam isso , defende até a última gota esses ” ” (sem palavras que define esses Petistas) … CAMBADA DE FDP

    Responder
    • Da CiaDa Cia

      Sim, qualquer um pode chegar ao Conselho de Segurança da ONU e fabricar um relatório desses.
      Também qualquer um pode inventar uma inspeção do Panamá e dizer que havia armamentos no navio.
      Também qualquer um pode fazer um navio de mentirinha, dizer que ele é cubano partindo para Coréia do Norte, falsificar os registros de passagem por 2 portos cubanos etc.
      Tudo fácil demais.

      Responder
    • Francisco

      Na verdade o bilhete é o de menos, o relatorio oficial da onu é ainda mais especifico como voce ler abaixo.

      O texto original da onu com tradução abaixo, a citação ao brazil ocorre abaixo da figura da pagina 43/127.
      Mariel is being developed as a major deep-water port and free trade zone by a Cuba-Brazil consortium, with the Cuban military controlled Almacenes Universal S.A. The port was previously a submarine base and its development was formally opened on 27 January 2014

      Mariel foi desenvolvido com um porto de aguas profundas e zona de livre comercio por um consorcio entre Cuba-Brazil, com os militares de cuba controlando a “Almacenes Universal S.A. O porto antigamente era uma base de submarinos e sua abertura ocorreu em 27 de janeiro de 2014.

      Texto original do relatorio: Começa na pagina 42/127

      Techniques of sanctions evasion utilized by the Chong Chon Gang

      124. The incident involving the Chong Chon Gang revealed a comprehensive,
      planned strategy to conceal the existence and nature of the cargo. This was the first
      time the Panel had immediate and direct access to a Democratic People’s Republic
      of Korea vessel interdicted by a Member State. It was to transit directly and thus did
      not benefit from the advantages of foreign flagging, trans-shipment or chartering,
      and required different concealment techniques, activities that would not have been discovered if the cargo had been considered a legitimate, commercial shipment.
      Some of the techniques utilized were:
      • Careful operational secrecy within the crew and in communications, based on
      secret instructions restricted to senior personnel, detailing code words for
      communications with the ship’s operators, and contingency instructions for
      false declarations of the cargo (see annexes IX to XII)
      • Concealment and disguise of the ship’s position by switching off the automatic
      identification system,74 a system providing real-time information on a ship’s
      location, after exiting the Panama Canal until re-entry to hide the ship’s
      movements, particularly the docking in Mariel and drifting, and by falsifying
      the ship’s logs
      • Loading in Mariel75 as opposed to Havana or Puerto Padre; the cargo was
      accepted by the ship without standard shipping documents, loading receipts,
      loading reports and cargo survey reports
      • Intentionally failing to keep shipping agents in both Cuba and Panama
      informed as to the ship’s movements and actual cargo
      • Instead of loading the containers topmost (as would be recommended for
      dangerous cargo) the ship was adapted to load 40 foot containers deep in the
      hold so that they could be covered by three layers: sugar bags/tween deck
      hatch cover/sugar bags

      Coloquei algumas palavras para fazer mais sentido o texto.

      Técnicas de evasão de sansões utilizadas por Chong Chon Gang

      124: O incidente envolvendo Chong Chun Gang, revelou uma compreensível estratégia para disfarçar a existência e natureza da carga. Essa foi a primeira vez que o Panel teve acesso imediato e direto ao navio da Republica democrática da Korea, interditado por um “estado membro”. Essa estratégia foi desenvolvida para que ocorresse a passagem direta pelo canal do panamá, portanto não se beneficiou das vantagens de sinalização externa, transbordos ou fretamento, e exigiu técnicas de ocultação, atividades que não teriam sido descobertas se a carga tivesse sido considerada como comercial legitima.
      1. Sigilo operacional cuidadoso dentro da equipe e nas comunicações, com base em instruções secretas restritas a funcionários de alto escalão, detalhando palavras em código para a comunicação com os operadores do navio, e instruções de contingencia para dar declarações falsas sobre a carga.
      2. Ocultação e disfarce da posição do navio, desligando o sistema de identificação automática, um sistema de fornecimento de informações em tempo real sobre a localização de um navio, depois de sair do canal do panamá até re-entrada para ocultar os movimentos do navio, particularmente a passagem no porto de Mariel, falsificando os registros do navio.
      3. Carregando em Mariel, em vez de Havana ou Puerto Padre, a carga foi aceita pelo navio sem documentos padrões de transporte de carga, recibos, relatórios de carga e relatórios de vistoria de carga.
      4. Intencionalmente não manter agente de navegação em cuba e panamá informados sobre a movimentação do navio e carga real.
      5. Em vez de carregar os recipiente de nível superior ( como seria recomendado para cargas perigosas). O navio foi adaptado para carregar 40 contêineres de de pé no fundo do porão, para que pudessem ser cobertos por 3 camadas de sacos de açúcar.

      Responder
    • Deyson Baptista Thomé

      Vc é a prova viva de que , PTista, esquerdopatas e comunistas agem como fiéis de uma seita de fanáticos, a verdade está na cara, e não querem ver … e qual é o pior cego ?

      Responder
  9. Bruno

    Quem ainda não entendeu que isso tudo faz parte do GOVERNO da NOVA ORDEM MUNDIAL, erradicação humana faz parte dos objetivos. Guerra é iminente e vai ser nuclear, podem ter certeza. Eles já disseram que não tem comida suficiente no mundo e pra isso deve diminuir a população… É FATO só pesquisarem e vão descobrir!!!

    Responder
  10. Alcides Martins da Rocha Filho

    O relatório da ONU cita uma série de irregularidades em embarque de portos cubanos, algumas delas envolvendo o Porto de Mariel. Em nenhum lugar do relatório aparece citação sobre a Odebrecht ou sobre o governo brasileiro. Essa ligação é feita em um site http://www.capitolhillcubans.com/ , de cuja origem eu não tenho a menor idéia.
    Não que eu esteja defendendo o governo brasileiro, de fato eu desejo que eles saiam do poder. Mas esse tipo de denúncia manipulada iguala direita e esquerda, e dá uma idéia bem clara de que estaremos trocando 6 por meia dúzia, se alguns dos direitistas que querem derrubar o governo atual chegarem ao poder.

    Responder
    • Da CiaDa Cia

      Onde você está vendo denúncia manipulada? Nós manipulamos o relatório do Conselho de Segurança da ONU?
      A ligação é clara, e bem simples de compreender: o Brasil, através de créditos camaradas, financiou a obra em um porto usado por Cuba para violar sanções da ONU. Quem fez as obras neste porto foi a Odebrecht.
      Veja os posts posteriores sobre o tema:
      http://reaconaria.org/blog/reacablog/duvidas-sobre-o-trafico-de-armas-entre-cuba-e-coreia-do-norte-via-porto-de-mariel/
      http://reaconaria.org/blog/reacablog/o-relatorio-do-conselho-de-seguranca-da-onu-sobre-o-porto-cubano-brasileiro/

      Responder
      • Geraldo Felix Matos

        Eu não tenho a menor dúvida sobre a veracidade deste relatório. Este Governo que aí estar, depois de apoiar as atrocidades do Governo Venezuelano, podemos esperar coisas piores!

        Responder
      • Alcides Martins da Rocha Filho

        Eu não disse que o relatório foi manipulado. Eu disse que o relatório da ONU não faz menção à Odebrecht ou ao governo brasileiro. A ligação pode ser clara para você. Eu até acredito que possa haver alguma ligação, mesmo. Mas apresentar uma conclusão pessoal como fato é manipulação, sim.

        Responder
    • Francisco

      O texto original da onu com tradução abaixo, a citação ao brazil ocorre abaixo da figura da pagina 43/127.

      Mariel is being developed as a major deep-water port and free trade zone by a Cuba-Brazil
      consortium, with the Cuban military controlled Almacenes Universal S.A. The port was
      previously a submarine base and its development was formally opened on 27 January 2014

      Mariel foi desenvolvido com um porto de aguas profundas e zona de livre comercio por um consorcio entre Cuba-Brazil, com os militares de cuba controlando a “Almacenes Universal S.A. O porto antigamente era uma base de submarinos e sua abertura ocorreu em 27 de janeiro de 2014.

      Texto original do relatorio: Começa na pagina 42/127

      Techniques of sanctions evasion utilized by the Chong Chon Gang

      124. The incident involving the Chong Chon Gang revealed a comprehensive,
      planned strategy to conceal the existence and nature of the cargo. This was the first
      time the Panel had immediate and direct access to a Democratic People’s Republic
      of Korea vessel interdicted by a Member State. It was to transit directly and thus did
      not benefit from the advantages of foreign flagging, trans-shipment or chartering,
      and required different concealment techniques, activities that would not have been discovered if the cargo had been considered a legitimate, commercial shipment.
      Some of the techniques utilized were:
      • Careful operational secrecy within the crew and in communications, based on
      secret instructions restricted to senior personnel, detailing code words for
      communications with the ship’s operators, and contingency instructions for
      false declarations of the cargo (see annexes IX to XII)
      • Concealment and disguise of the ship’s position by switching off the automatic
      identification system,74 a system providing real-time information on a ship’s
      location, after exiting the Panama Canal until re-entry to hide the ship’s
      movements, particularly the docking in Mariel and drifting, and by falsifying
      the ship’s logs
      • Loading in Mariel75 as opposed to Havana or Puerto Padre; the cargo was
      accepted by the ship without standard shipping documents, loading receipts,
      loading reports and cargo survey reports
      • Intentionally failing to keep shipping agents in both Cuba and Panama
      informed as to the ship’s movements and actual cargo
      • Instead of loading the containers topmost (as would be recommended for
      dangerous cargo) the ship was adapted to load 40 foot containers deep in the
      hold so that they could be covered by three layers: sugar bags/tween deck
      hatch cover/sugar bags

      Coloquei algumas palavras para fazer mais sentido o texto.

      Técnicas de evasão de sansões utilizadas por Chong Chon Gang

      124: O incidente envolvendo Chong Chun Gang, revelou uma compreensível estratégia para disfarçar a existência e natureza da carga. Essa foi a primeira vez que o Panel teve acesso imediato e direto ao navio da Republica democrática da Korea, interditado por um “estado membro”. Essa estratégia foi desenvolvida para que ocorresse a passagem direta pelo canal do panamá, portanto não se beneficiou das vantagens de sinalização externa, transbordos ou fretamento, e exigiu técnicas de ocultação, atividades que não teriam sido descobertas se a carga tivesse sido considerada como comercial legitima.
      1. Sigilo operacional cuidadoso dentro da equipe e nas comunicações, com base em instruções secretas restritas a funcionários de alto escalão, detalhando palavras em código para a comunicação com os operadores do navio, e instruções de contingencia para dar declarações falsas sobre a carga.
      2. Ocultação e disfarce da posição do navio, desligando o sistema de identificação automática, um sistema de fornecimento de informações em tempo real sobre a localização de um navio, depois de sair do canal do panamá até re-entrada para ocultar os movimentos do navio, particularmente a passagem no porto de Mariel, falsificando os registros do navio.
      3. Carregando em Mariel, em vez de Havana ou Puerto Padre, a carga foi aceita pelo navio sem documentos padrões de transporte de carga, recibos, relatórios de carga e relatórios de vistoria de carga.
      4. Intencionalmente não manter agente de navegação em cuba e panamá informados sobre a movimentação do navio e carga real.
      5. Em vez de carregar os recipiente de nível superior ( como seria recomendado para cargas perigosas). O navio foi adaptado para carregar 40 contêineres de de pé no fundo do porão, para que pudessem ser cobertos por 3 camadas de sacos de açúcar.

      Responder
  11. Leonardo

    Uma crítica a todos os colunistas da página que fazem citações de textos em inglês sem uma tradução que os acompanhe. Gosto de ler o texto original, mas não oferecer a tradução soa elitista e arrogante. É como se vocês estivessem dizendo: nosso discurso, nosso site não é pra qualquer um.
    A direita afasta o povão do seu pensamento e depois reclama quando a esquerda os abraça e eles se sentem abraçados por ela. Essa simples questão da não tradução das citações serve como alegoria para a incompetência da direita, que do alto do seu elitismo não percebe que todo o conhecimento que carrega não serve para muito além de reclamar, reclamar, e apontar conspirações comunistas.

    p.s. E não venham sugerir tradutores online, todo mundo sabe o quanto eles ainda são imprecisos.

    Responder
    • Sandra Fontes

      Perfeita sua colocação, tambem foi minha primeira impressão, como vamos entender se é verdade ou não o que está escrito!! Muito vago e impreciso, mas quem tiver tempo e disposição é só ir atras,para ter a certeza das denúncias e divulgá-las o máximo possível, pois a maioria da população não tem acesso a ela. E fica seduzida pela imagem de protecionalismo que esse governo passa. Olha,,,,casa pra todo mundo,,,olha como a presidenta é boazinha, ajudando os outros países!!que guthy-guthy,,,,,,kkkk Depois a gente que se ferra!!

      Responder
      • Da CiaDa Cia

        Pedimos desculpas por ter passado essa impressão. Este post foi disponibilizado de madrugada, na correria, por isto não traduzimos.
        Como você pode ver nos nossos arquivos, já divulgamos várias traduções e fizemos legendas de vídeos em inglês.

        Abraços

        Responder
    • Francisco

      Meu ingles não é dos melhores mas vou tentar traduzir para vcs.
      Texto original do relatorio: Começa na pagina 42/127

      Techniques of sanctions evasion utilized by the Chong Chon Gang

      124. The incident involving the Chong Chon Gang revealed a comprehensive,
      planned strategy to conceal the existence and nature of the cargo. This was the first
      time the Panel had immediate and direct access to a Democratic People’s Republic
      of Korea vessel interdicted by a Member State. It was to transit directly and thus did
      not benefit from the advantages of foreign flagging, trans-shipment or chartering,
      and required different concealment techniques, activities that would not have been discovered if the cargo had been considered a legitimate, commercial shipment.
      Some of the techniques utilized were:
      • Careful operational secrecy within the crew and in communications, based on
      secret instructions restricted to senior personnel, detailing code words for
      communications with the ship’s operators, and contingency instructions for
      false declarations of the cargo (see annexes IX to XII)
      • Concealment and disguise of the ship’s position by switching off the automatic
      identification system,74 a system providing real-time information on a ship’s
      location, after exiting the Panama Canal until re-entry to hide the ship’s
      movements, particularly the docking in Mariel and drifting, and by falsifying
      the ship’s logs
      • Loading in Mariel75 as opposed to Havana or Puerto Padre; the cargo was
      accepted by the ship without standard shipping documents, loading receipts,
      loading reports and cargo survey reports
      • Intentionally failing to keep shipping agents in both Cuba and Panama
      informed as to the ship’s movements and actual cargo
      • Instead of loading the containers topmost (as would be recommended for
      dangerous cargo) the ship was adapted to load 40 foot containers deep in the
      hold so that they could be covered by three layers: sugar bags/tween deck
      hatch cover/sugar bags

      Coloquei algumas palavras para fazer mais sentido o texto.

      Técnicas de evasão de sansões utilizadas por Chong Chon Gang

      124: O incidente envolvendo Chong Chun Gang, revelou uma compreensível estratégia para disfarçar a existência e natureza da carga. Essa foi a primeira vez que o Panel teve acesso imediato e direto ao navio da Republica democrática da Korea, interditado por um “estado membro”. Essa estratégia foi desenvolvida para que ocorresse a passagem direta pelo canal do panamá, portanto não se beneficiou das vantagens de sinalização externa, transbordos ou fretamento, e exigiu técnicas de ocultação, atividades que não teriam sido descobertas se a carga tivesse sido considerada como comercial legitima.
      1. Sigilo operacional cuidadoso dentro da equipe e nas comunicações, com base em instruções secretas restritas a funcionários de alto escalão, detalhando palavras em código para a comunicação com os operadores do navio, e instruções de contingencia para dar declarações falsas sobre a carga.
      2. Ocultação e disfarce da posição do navio, desligando o sistema de identificação automática, um sistema de fornecimento de informações em tempo real sobre a localização de um navio, depois de sair do canal do panamá até re-entrada para ocultar os movimentos do navio, particularmente a passagem no porto de Mariel, falsificando os registros do navio.
      3. Carregando em Mariel, em vez de Havana ou Puerto Padre, a carga foi aceita pelo navio sem documentos padrões de transporte de carga, recibos, relatórios de carga e relatórios de vistoria de carga.
      4. Intencionalmente não manter agente de navegação em cuba e panamá informados sobre a movimentação do navio e carga real.
      5. Em vez de carregar os recipiente de nível superior ( como seria recomendado para cargas perigosas). O navio foi adaptado para carregar 40 contêineres de de pé no fundo do porão, para que pudessem ser cobertos por 3 camadas de sacos de açúcar.

      Responder
  12. Francisco Ribeiro Reis

    O pior de tudo é que já está sendo financiado com o nosso dinheiro outro canal, esse na Nicarágua, para que esse fato (a descoberta das armas) não se repita. Eu não vislumbro outra solução, se a maioria dos políticos e partidos estão cooptados por essa súcia e não pediram o #impeachment não somente da tal president”a” assim como dos partidos e seus “apoiadores”, resta-nos pagar o preço de sangue para que nossa soberania, honra, honestidade sejam preservadas.

    Responder
  13. Carolina Soares

    Inacreditável,como ainda depois de tanta exposição desse mundinho mentiroso petista,tão descaradamente,que pareçe até simplista por tanta cara de pau,há pessoas que acham normal,esse investimento em Cuba,acreditando como investimento economico,essa farra com nosso dinheiro. Dá para entender a preocupação de dilminha,em relação à espionagem americana. Mas não då para entender,como uma mulher presida um país ,deixa sua populaçào as míseras oportunidades,e investe em ditaduras ,pior ainda,não é filantropia,é desvio de dinheiro pago por mim,e todos os que opinaram também nesta post,ou,essa pessoa não gosta de nenhum brasileiro,sendo assim só o ódio poderia explicar,essa aversão ao povo desta sofrida terra.

    Responder
    • Gustavo H Albrecht

      ….Mas não då para entender,como uma mulher presida um país ,deixa sua populaçào as míseras oportunidades,e investe em ditaduras…
      E se você soubesse que este dinheiro desviado do Brasil para Cuba, via BNDES e ODEBRECHT retorna para as maos dos PTralhas via “doaçao de campanha” ou até mesmo para contas particulares do “politburo” brasileiro!!!!Ainda continuarias sem enteder porque a Dilma empresta nosso dinheiro?
      E se soubesses que depois o Brasil perdoa a dívida de Cuba!!! daria para entender?

      Responder
  14. Hilton Rodrigues de Oliveira

    Pois isto ja era previsto, que Cuba produz pra ter este investimento, somente voltado pra as manobras das mafias comunistas da qual o nosso governo faz parte, terrorismo é com ela, espera o que mais do PT

    Responder
  15. Marie

    Estamos do lado errado, o lado dos ditadores sanguinários na III guerra! Maldito PT!
    Impressionante! Mesmo com fatos escancarados ainda tem um comentário de otário, provavelmente analfabeto funcional, que acha que isso é só alarmismo!

    Responder
  16. Giovanni

    No documento da ONU só há duas menções ao Brasil e nenhuma à empresa Odebrecht ou ao BNDES.

    Em todo caso, absurdo se formos cúmplices disso (mas não seria surpreendente).

    Responder
    • Da CiaDa Cia

      O Brasil financiou a obra de reforma do porto usado para carga do armamento. A Odebrecht foi a empresa que tocou a obra. O Navio passou, em seu trajeto cubano, por outros dois portos, mas o carregamento foi feito justamente naquele financiado pelo Brasil. Curiosamente, a embarcação mentiu nos documentos apresentados à autoridade panamenha, ocultando a passagem pelo porto de…Mariel, aquele porto cubano-brasileiro.
      Acompanhe os outros dois posts sobre o tema por aqui.

      Responder
  17. RICARDO KAPTZAN

    Se o noticiado for fato verídico, ele muda toda a tradição de política externa brasileira de ser leal aos seus parceiros estratégicos e defender sempre as difereças via diplomacia.

    Responder
  18. Victor

    A rede de contatos do PT sempre foi além da América Latina. Eles sempre se relacionaram e apoiaram as piores ditaduras do mundo, e nós brasileiros, povo com reputação e histórico predominantemente pacíficos, agora nos metemos num escândalo bélico internacional por causa do Governo Dilma.

    Responder
    • Genaro Zandonai

      Exatamente Victor.
      E só não enxerga quem não quer, ou seja, o verdadeiro CEGO.
      Nosso país se encaminha cada vez mais para um futuro obscuro, mas não só aqui como nos EUA, Barack Hussein Obama está criando o mesmo terror por aqueles lados…

      Responder
    • Lucas

      “Mariel está sendo desenvolvido como um importante porto de águas profundas e uma zona de comércio livre até Cuba-Brasil consórcio, com os militares cubanos armazéns controlados Universal SA A porta era um submarino com base anteriormente e seu desenvolvimento foi formalmente inaugurado em 27 de janeiro de 2014 “.

      O parceiro do militar cubana brasileiro Neste consórcio é o conglomerado, a Odebrecht.

      Então, por que foi o Porto de Mariel específicamente Chosen (Como se afirma no relatório) para esta operação de contrabando ilegal?

      Obviamente, porque o militar cubano sentiu confortável o suficiente com seu parceiro brasileiro Odebrecht, a pensar que ele poderia fugir com travessuras tão perigoso.

      Responder
    • Mirko Hadal

      Tem uma versão em espanhol. Mas na pior das hipoteses, leia com a ajuda de um dicionário!
      Como vemos, jeito tem; e não há desculpas para não conferir a veracidade! Caso insista em negar, terá de provar, e como vai fazer isso sem uma base que te sustente e te de fundamentação? Se achar que dá muito trabalho conferir isso, então voce será obrigado a aceitar o que lhe é dito porque não terá condições de provar nada!

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

m4s0n501