A síndrome do pombo enxadrista

A síndrome do pombo enxadrista é a definição de uma situação hipotética de autoria desconhecida, que diz que debater com certas pessoas é como jogar xadrez com um pombo, ou seja: o animal estraga o jogo, defeca no tabuleiro e sai cantando como se houvesse ganhado.

Comentários de textos em revistas e sites típicos defensores incondicionais do governo federal são feitos por pombos enxadristas. São pessoas usando informações erradas (ou propositadamente distorcidas) em argumentos mal construídos para concordar com o texto lido ou esmagar a opinião de algum desavisado que tenha lá postado de boa fé algo contrário à opinião dos defensores do governo de situação (boa parte sendo paga para passar o dia postando besteira na internet).

Pombo enxadrista

Ainda assim, seria de se esperar que a suposta intelligentsia governista não se comportasse de tal maneira, afinal, espera-se que líderes de governo (exceto o líder supremo, mas isto fica para outro post) ao menos pareçam pessoas educadas fazendo bom uso da língua portuguesa.

Mas definitivamente estamos no worst case scenario. Uma breve pesquisa no Google e encontraremos membros do alto escalão do partido do governo federal, incluindo ministros de Estado, dando as declarações abaixo:

“A nossa oposição fica esperando o que a mídia fala. É igual pegar um corpo inanimado para dar descarga elétrica. Cria no máximo um Frankenstein”.

Empresário ficar fazendo beicinho não dá” (comentário sobre insatisfação de empresários).

“Hoje infelizmente temos um poder econômico amesquinhado e empobrecido do ponto de vista espiritual, mas muito rico do ponto de vista material”

“Quando acontecem as manifestações de junho, da nossa parte, houve um susto. Ficamos perplexos. Quando falo ‘nós’, é o governo e também todos os nossos movimentos tradicionais. [Houve] uma certa dor, uma incompreensão, e quase um sentimento de ingratidão. [Foi como] dizer: ‘fizemos tanta por essa gente e agora eles se levantam contra nós’”.

“A marca de Cuba não é a violação dos direitos humanos e sim ter sofrido uma violação histórica, o embargo americano”.

Os políticos pombos enxadristas utilizam o mesmo comportamento dos pombos enxadristas comentadores de portais da internet. Desdenham da boa educação, da honra e da classe. Desdenha dos repórteres com a sua rudeza. Desdenham também do bom senso dos leitores, já que argumentam de modo falacioso. Por fim, desdenham do empreendedor brasileiro, que é quem paga o salário destes senhores e quem sustenta a Fantástica Fábrica de Ineficácia chamada governo petista (em todos os níveis).

Tamanho desdém, contudo, pode ser resultado da percepção de que pelo menos uma parte dos adversários de xadrez possíveis, os empresários, já concluíram que pombos não são enxadristas. São equivalentes a ratos com asas.

Loading...

15 comentários para “A síndrome do pombo enxadrista

  1. Jaime Castro.

    O termo Pombo Enxadrista é associado ao debate Evolução x Criacionismo e a autoria não é desconhecida, veja http://rationalwiki.org/wiki/Pigeon_chess Interessante que o grupo religioso anti-evolutivo é, em geral, de direita, portanto, o público ao qual o autor se dirigia.

    No momento de polarização que vivemos, é absolutamente normal que haja inúmeras pessoas de ambos os lados sem capacidade ou mesmo com preguiça argumentativa, dizer que isso é característica da esquerda é um exemplo do segundo caso.

    A desqualificação da esquerda por meio de ´Fora Comunistas´, `Vai para Cuba´, é o quê? Alguém quer de fato discutir de verdade? Alguém quer de fato entender todo o emaranhado político brasileiro, toda a cadeia de corrupção e de manutenção de poder? Ainda vem um aí e critica o pensamento hegemônico da esquerda… realmente, Globo, Folha, Estadão, Veja e cia. são a cara da esquerda mundial!

    Responder
  2. Felix

    Carol!
    Respeito a sua opinião, mas me parece que você está utilizando exatamente o mesmo conceito que condena. Você fez críticas a determinado partido, utilizou adjetivos, mas não apontou nenhum dado objetivo para demonstrar que as afirmações feitas pelos líderes não procedem. Por exemplo, aquela de que a oposição fica esperando o que a mídia fala, ou ainda a de que os embargos dos EUA são tão ou mais nocivos que a ditadura castrista. Ou seja, se você tivesse apresentado fatos que corroborem o que afirma, teria muito mais credibilidade. Senão fica aquele negócio da propaganda de cerveja, cuja única resposta é “porque sim”.

    Responder
  3. Renato

    Esse discurso maniqueísta da autora do texto é a coisa mais absurda. Um lado é o mal e o outro é o bem. Nada mais ingenuo que esse pensamento. Se não for ingenuidade é má-fé mesmo.

    Responder
  4. Daniel

    Ah bacana, então quem comenta algo a favor do governo usa a síndrome do pombo enxadrista, e quem comenta algo contra o faz de boa fé?, ah tudo bem então, parabéns ….

    Responder
  5. Rodrigo

    Exato Carol,

    Tristes tempos de hegemonia do pensamento de esquerda.

    Até mesmo aqueles que jamais se classificariam, se questionados, como apoiadores desta corrente ideológica (pequenos comerciantes, profissionais liberais, pequenos produtores, etc) pessoas que trabalham e acreditam no sucesso como mérito, compram e defendem aquela agenda do atraso movidas pela ingenuidade e por um sentimento de culpa sem sentido.

    O domínio da esquerda nos meios de comunicação e na academia sobre temas como, Justiça Social, Distribuição de Renda, Conduta Politicamente Correta, Teorias de Gênero, Política de Cotas, Movimentos Sociais, Ambientalismo, Intervencionismo, etc torna, a defesa de idéias sobre esse assunto uma mera repetição de mantras e conceitos falsos e a certeza do aplauso do público.

    Ultra-simplificações que reduzem a discussão para grosserias ou termos enlatados como: “Seu reaça” ou “Dívida Social Histórica” deixam a pessoa “bem na fita” com os amigos, são os novos códigos de pertencimento ao grupo e arrancam “likes” de aprovação no facebook e sorrisos nas salas de aula sem a menor necessidade do estudo, do aprofundamento, da compreensão das raízes do que está dizendo. Confesso que muitas vezes sinto apenas um misto de dó, vergonha alheia…

    No entanto percebo um movimento de pessoas interessadas em se preparar para um debate mais sofisticado, interessadas em estabelecer dentro da academia, com coragem, instrumentos e preparo, um contra-ponto consistente em território hostil, algo que estava praticamente morto.

    Você é uma dessas pessoas, parabéns!

    Responder
    • André

      Puxa, muito bem dito, melhor, escrito.
      Eu percebo que há um aumento de pessoas que já estão caindo em si que esse negócio de pensamento coletivo é como aderir a memes do tipo #somostodosmacacos. No final, a pessoa percebe que corre o risco de ter participado de um ato oportunístico e sem sentido, vergonhoso mesmo, e que seria melhor doravante primeiro refletir para depois se manifestar.
      Tomara que dê tempo para que a histeria coletiva cesse e algum senso de ridículo detenha este golpe de oportunistas mal intencionados travestidos de bons garotos.

      Responder
  6. Milton Valdameri

    Infelizmente a SPE não é exclusividade da esquerda, é característica histórica do Brasil. A diferença entre os “pombos enxadristas” é que os da esquerda são mais barulhentos e tentam convencer todo o mundo que saíram vitoriosos, os da direita tentam convencer a si mesmos que não existem adversários. Enquanto o debate estiver baseado na falsa dicotomia esquerda e direita, só haverá espaço para pombos enxadristas.

    Responder
  7. Carvalho

    O pior é que muitas vezes funciona, pois o outro lado nem sempre está disposto a seguir discutindo com esses tipinhos. Fica parecendo mesmo que o pombo ganhou. Quando tem platéia, exemplo de uma discussão virtual lida por muitos, acho importante ir até o fim com essa gente, não deixar barato, pois muitos que leem podem ficar com a impressão errada.
    Quanto a políticos x repórteres, a truculência ajuda a escapar de situações incômodas. Tem muito repórter que caga nas calças e sai de fininho quando uma dessas Otoridades dá de ignorante. E como muitos deles adoram ser capacho, acabam achando o autoritário de momento alguém enérgico, de visão !

    Responder
  8. Francisco

    O papo do embargo americano ser o principal com Cuba é uma das mentiras mais absurdas que se transformaram em “verdade” na cabeça de muita gente. E o pior ainda é que há muita gente que não é comunista ou esquerdista e costuma encampar a ideia, por pura desinformação ou ingenuidade.

    Responder
        • Homem-Man

          IDH serve para mascarar prostituição infantil? Mascara racionamento alimentar? É o que Cuba vive.

          O regime castrista JAMAIS vai dizer a verdade que salta aos olhos. Cuba é pobre por ter ficado para trás. A Guerra Fria acabou, 007 nem mata mais russos!

          Responder
    • Vitor

      Inclui aí minha professora de sociologia.

      Ela não conseguiu me responder quando questionei a respeito do Mais Médicos e dos investimentos do BNDES no porto cubano. hahaha

      Responder
      • Ana

        Bom, mas aí o problema da tua professora é que ela é burra, simplesmente isso. Qualquer adolescente de 14 anos pode te responder a respeito disso, seja qual for o seu argumento. Pode achar ótimo ou péssimo, mas saberá responder. Se uma professora de sociologia não sabe responder isso talvez esteja até mesmo doente.
        Ou então foi tu que não entendeu…

        Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *