Sistema de Vouchers, Friedman e West Wing

No episódio “Full Disclosure” da série West Wing: Nos Bastidores do Poder, o prefeito Democrata de Washington DC decide apoiar o programa de vouchers escolares defendido por Republicanos.

O apoio de um democrata ao programa pareceu estranho para a equipe da administração do presidente democrata da série, mas poucas objeções foram levantadas contra sua decisão, por razões óbvias: até democratas que geralmente seguem a tendência de querer que o governo gaste mais dinheiro de contribuinte com a educação pública admite que o sistema de voucher dá uma oportunidade única para crianças que vêm de famílias com um poder aquisitivo menor. Até democratas admitiam então que nada se compara ao sistema de ensino privado.

Personagens democratas em West Wing. Democratas, democratas EVERYWHERE!

Personagens democratas em West Wing. Democratas, democratas EVERYWHERE!

E você está aí se perguntando exatamente o que é esse tal de sistema de “vouchers” escolares. Pois bem, o voucher serve como um certificado de financiamento que a família da criança pode usar para aplicar como forma de pagamento de mensalidades de uma escola particular. Esse certificado é emitido pelo governo e entregue aos pais da criança buscando uma educação diferenciada por qualquer motivo que seja.

Em muitos casos, escolas públicas não tem estrutura adequada para lidar com crianças com um ritmo particular de aprendizagem. Escolas particulares especializadas podem resolver o problema.

Sob o sistema de educação público atual, pais de crianças que pagam colégios particulares também pagam impostos que são usados para bancar o sistema educacional público. Esses contribuintes estão pagando pela educação duas vezes, ao pagar pela escola particular de seu filho e ao pagar impostos.

Milton Friedman, o economista que lecionava na Universidade de Chicago, foi um grande defensor do sistema de vouchers. Ele costumava dizer que a competição entre escolas particulares e públicas iria, inevitavelmente, melhorar a educação como um todo.

Se há de existir o subsídio, Friedman dizia “faça com que ele [subsídio] seja disponibilizado para os pais, independentemente de onde eles enviam seus filhos – contanto que seja para as escolas que atendem padrões mínimos específicos – e uma grande variedade de escolas vão surgir para atender a demanda.”

5 comentários para “Sistema de Vouchers, Friedman e West Wing

  1. qwert

    Já li sobre esse sistema e também acho muito bom e acho que poderia ser aplicado por aqui também pois um aluno em escola publica custa mais que a média da mensalidade em escolas privadas na minha cidade. Se o obama fosse honesto ele poderia ter feito um sistema semelhante a esse na saude como já foi proposto por algum republicano que não lembro o nome em vez do modelo criado pelos democratas que é uma confusão só.

    Responder
    • José Carlos

      Sim, e? Dizer que as escolas particulares “pioraram mais do que as públicas” revela muito pouco. Se em 2014 o lucro líquido da Coca Cola “piorar mais” do que o lucro líquido do Dolly Guaraná não significa que uma empresa se tornou mais sólida que a outra por conta disso. O fato é que as escolas particulares ainda estão bem acima das públicas, em qualquer faixa de renda considerada:

      http://blog.estadaodados.com/tag/enem/

      Aliás, difícil é ver alguma coisa gerida por um burocrata do Estado funcionar melhor (ou ao menos igual) ao seu equivalente gerido por um empreendedor. Mas a realidade fática deve ser ignorada sempre, em prol da “revolução”.

      Responder
    • Gino

      Vamos lá. Digamos que em uma competição tem duas pessoas. Uma tem 1000 pontos e a outra tem 10.
      Digamos que no final de uma fase da competição a que tinha mil perdeu 10 pontos e a que tinha 10 pontos perdeu 5 pontos. Podemos dizer que a que tinha 1000 pontos piorou mais do que a que tinha 10 pontos. Mas nunca poderemos dizer que a que tinha 10 pontos esta melhor do que a que tinha 1000.

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *