TV Justiça, inútil, não transmitirá julgamento de Lula

A TV Justiça é um canal público pago por todos os brasileiros e, como todo serviço público, não está disponível para todos os brasileiros.

De acordo com a Lei 10.461/2002, responsável pela criação da TV Justiça, o canal é responsável pela “divulgação dos atos do Poder Judiciário e dos serviços essenciais à Justiça”. A responsabilidade pela gestão do canal é da Secretaria de Comunicação Social do Supremo Tribunal Federal.

Tendo em vista a publicidade dos atos do Poder Judiciário, que todos as ações da Lava Jato já são públicas e disponíveis para consulta e que o julgamento do ex-presidente Lula (PT) é da maior relevância para o futuro político do país – sem contar o fator histórico de se julgar um ex-presidente – o presidente do TRF-4, desembargador Carlos Eduardo Thompson Flores Lenz, pediu para a presidente do STF, ministra Cármen Lúcia, que o julgamento fosse transmitido pela TV Justiça. A presidente do STF não permitiu.

O TRF-4 transmitirá o julgamento através de seu canal no Youtube. Apesar de o canal não costumar transmitir ações penais, a medida não é uma excepcionalidade, outros julgamentos também são transmitidos na plataforma “TRF4oficial“, no espaço “Tela TRF-4“ (o canal do TRF-4 pode ser conferido aqui.)

No site da TV Justiça podemos ler que “A TV Justiça tem como foco preencher lacunas deixadas por emissoras comerciais em relação a notícias sobre questões judiciárias, a fim de possibilitar que o público acompanhe o dia a dia do Poder Judiciário e suas principais decisões, favorecendo o conhecimento do cidadão sobre seus direitos e deveres.”, mas caberá aos canais privados de notícias, além das rádios jornalísticas, a transmissão e cobertura do evento.

O julgamento começa hoje (24) a partir das 8h30.

Não perca nossas publicações e siga nossos canais no TwitterTelegram e Facebook.

Cármen Lúcia, presidente do STF, e Carlos Eduardo Thompson Flores Lenz, presidente do TRF-4

Leia também:

ÍNTEGRA: Releia a sentença de Moro e conheça as provas contra Lula

PSB, PDT e REDE se negam a assinar manifesto de solidariedade ao condenado Lula

Breve perfil dos desembargadores que irão julgar o condenado Lula

Atuação de Zanin, advogado de Lula, pode ter contribuído para rapidez do TRF-4

Loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *