Se eleição fosse hoje, Aloysio Nunes ficaria fora do Senado, Datena lidera

O Instituto Paraná Pesquisas realizou uma pesquisa de opinião sobre as eleições em São Paulo para o Senado, em 2018, quando duas vagas estarão em disputa.

Para a alegria deste site, o ministro Aloysio Nunes não se reelegeria. Em 2010, ano da eleição do senador, o ministro também teve um desempenho pífio durante a campanha, sendo favorecido na reta final pela morte do ex-senador Romeu Tuma e a internação do ex-governador Orestes Quércia, que renunciou da disputa e apoiou Aloysio Nunes, morrendo em dezembro daquele ano.

Infelizmente, ao que tudo indica, o paulista terá que conviver novamente com um petista no Senado. Ainda há espaço para uma candidatura forte de direita, o pastor Marco Feliciano não deve concorrer e Datena é vinculado aos interesses de Datena.

Confira os números:

Estimulada – Cenário 1

Datena – 44,3%

Eduardo Suplicy – 30,9%

Fernando Haddad – 15,4%

Marta – 13,3%

Marco Feliciano – 12,4%

Aloysio Nunes – 8,5%

José Aníbal 2,6%

Estimulada – Cenário 2

Eduardo Suplicy – 33,2%

Fernando Haddad – 17,9%

Marta – 16,4%

Marco Feliciano – 14,3%

Aloysio Nunes – 9,8%

José Aníbal – 4,0%

Pesquisa completa aqui.

Leia também:

Ninguém prestou atenção, mas o PRP filiou o Datena para concorrer ao Senado

Loading...

Um comentário para “Se eleição fosse hoje, Aloysio Nunes ficaria fora do Senado, Datena lidera

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *