Relator das pedaladas no Senado defende contas de Dilma após PDT ganhar cargos nos Correios

Acir Gurgacz, senador do PDT de Rondônia, recomendou a aprovação com ressalvas das contas de Dilma Rousseff, contrariando a conclusão unânime do TCU que as rejeitou devido aos crimes conhecidos como “pedaladas fiscais”.

Acir Gurgacz foi indicado para a relatoria por Renan Calheiros, o campeão de inquéritos no STF que tem atuado em sintonia com Dilma e a imprensa petista.

Mas tem mais: a recomendação de Acir Gurgacz ocorre poucas semanas após o PDT assumir a presidência dos Correios e poucos dias após o novo presidente da estatal nomear para a empresa seis diretores ligados ao partido. Hoje mesmo funcionários dos Correios fizeram protesto contra essas politicagens, como pode ser visto no site da revista Época:

Funcionários dos Correios promoverão nesta terça-feira (22) uma manifestação em frente à sede da estatal em Brasíliadurante a posse de seis novos vice-presidentes. Os principais beneficiários (terão salários de R$ 24 mil) das mexidas na cúpula da empresa são ligados ao PDT. A presidência dos Correios está sob o comando de Giovanni Queiroz, também do partido, há pouco mais de um mês.

O protesto, segundo informe que circula nas redes sociais, será contra  o ” aparelhamento da empresa“.  Outro trecho do informe diz que “a intenção é tentar salvar a empresa que, por conta de ter se tornado um cabide de empregos, tem apresentado déficit em suas contas”. Os servidores deverão estar vestidos de preto.

FuncionariosCorreios

Em protesto, funcionários dos Correios tacam fogo em bandeira do PT

Vale lembrar que em setembro deste ano o PDT anunciou sua saída do governo. As nomeações para os Correios deixam bem claro que Dilma Rousseff está jogando pesadamente com os recursos públicos para se manter no poder.

Loading...

Um comentário para “Relator das pedaladas no Senado defende contas de Dilma após PDT ganhar cargos nos Correios

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *