Reabertura de inquérito de Lula no Mensalão ocorrerá na PF e no MPF

Você, leitor, já deve ter reparado que todo parecer que sai do DF contra políticos, seja do MPF ou da PF, geralmente termina sem conclusões de culpa. Alguns até sem ouvir as partes envolvidas. A impressão que fica é que o MPF-DF e a PF-DF têm dedos especiais para escolher responsáveis por conduzir inquéritos contra autoridades.

Foi notícia nesta semana a reabertura de uma investigação no Mensalão contra o condenado Lula (PT). O inquérito diz respeito a repasses no valor de US$ 7 milhões de uma fornecedora da Portugal Telecom em Macau para o PT por meio de contas no exterior. A PF-DF não achou indícios de irregularidade e o antigo procurador do caso, Frederico Paiva, concordou com o arquivamento e remeteu o caso para a Justiça Federal.

De acordo com Marcos Valério, condenado no Mensalão, o repasse foi acertado em uma reunião com Lula, Dirceu, Palocci e Miguel Horta, presidente da Portugal Telecom, dentro do Palácio do Planalto.

A Justiça Federal não aceitou o arquivamento, e a Câmara de Combate à Corrupção da Procuradoria Geral da República designou, por sorteio, o procurador Ivan Marx para o caso.

A decisão da Justiça Federal pela reabertura deve ser seguida tanto na PF-DF quanto no MPF-DF com novos responsáveis. Provavelmente o caso não dará frutos, mas é sempre bom torcer contra condenados.

Miguel Horta e Lula no Palácio do Planalto, em 2012

Loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *