PSDB, o partido morde e assopra, diz que Cármen Lúcia pode ser presidente

O site Poder 360, dos jornalistas Fernando Rodrigues e Tales Farias, revelou que Nelson Jobim anda em peregrinação por Brasília para viabilizar seu nome em uma possível eleição indireta. Na matéria, há uma informação de bastidores curiosa: Gilmar Mendes e Cármen Lúcia estão sendo cotados como nomes de transição em um mandato tampão caso o TSE casse a chapa Dilma-Temer.

Em entrevista à RPN, de João Pessoa, o senador Cássio Cunha Lima, ex-líder do PSDB no Senado, defendeu eleições diretas para a presidência e o nome de Cármen Lúcia, presidente do STF, como candidata caso ocorram eleições indiretas.

Disse o senador, após descartar FHC como candidato por acreditar “que a contribuição que ele poderia dar já foi dada”:

“É uma mulher [Cármen Lúcia] cuja honestidade e probidade ninguém discute, que tem experiência, tem capacidade e que poderia cumprir um período de transição. Eu acho que, quando você olha dentro dos nomes da política partidária, da chamada política tradicional, talvez você tenha alguma dificuldade (em pensar em um nome). É preciso pensar um pouco mais largo e o Brasil já deu demonstração de disposição de dar oportunidade para as pessoas que também não estão na militância política mais tradicional.”

Senador Cássio Cunha Lima (PSDB)

Revisado por Maíra Pires @mairamadorno

 

 

Loading...

Um comentário para “PSDB, o partido morde e assopra, diz que Cármen Lúcia pode ser presidente

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *