PSB, PDT e REDE se negam a assinar manifesto de solidariedade ao condenado Lula

Se até os movimentos “populares” vão para Porto Alegre de má vontade com Lula e o PT, a situação não é diferente nos partidos políticos. PDT, PSB e REDE não assinaram um manifesto de solidariedade ao condenado petista.

As informações são do Correio Braziliense:

“O manifesto que o PT preparou em busca das assinaturas de todos os partidos com viés de esquerda foi rejeitado pelo PSB e pelo PDT. A Rede segue pelo mesmo caminho. “Achamos que Lula deve disputar a eleição, mas o manifesto mistura uma série de assuntos. Não vamos apoiar o manifesto. Se alguém o fizer, será individualmente”, diz o presidente socialista, Carlos Siqueira. (…)

O texto menciona que Aécio Neves e Temer seguem em suas posições, intocáveis. Nos bastidores, muitos discordaram inclusive desses termos. Até porque Temer e Aécio tiveram e têm seus dissabores. Do grupo de Temer, Geddel Vieira Lima está na cadeia, assim como os ex-deputados Henrique Eduardo Alves, Eduardo Cunha e Rodrigo Rocha Loures.

O próprio presidente respondeu a uma série de questões à Justiça sobre o decreto de Portos. E quanto a uma série de retrocessos, os números da economia indicam o oposto. A radicalização que o PT pretende levar às ruas em 24 de janeiro, dia do julgamento de Lula, misturando tudo num só balaio não encontra eco. Ou o partido foca no essencial, ou não agregará.”

Não perca nossas publicações e siga nossos canais no TwitterTelegram e Facebook.

Leia também:

EDITORIAL: Lula, o bicho-papão das eleições

Julgamento de Lula em Porto Alegre será transmitido pelo Youtube

Loading...

Um comentário para “PSB, PDT e REDE se negam a assinar manifesto de solidariedade ao condenado Lula

  1. Nem precisa.

    Com 114% de intenção de voto nas pesquisas do data folha/popular ou novela locomotivas, vai ter no mínimo 25 milhões de pessoas comendo o pão com mortadela lá em porto alegre. PS FACKE NEWS (a investigar): O Ohbrama dos States, esteve no Brasil, e não quis ser visto com o nosso Oh! brama.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *