Prefeito de BH nega que vá receber exposição QueerMuseu

O curador da exposição QueerMuseu, financiada com recursos públicos de renúncia fiscal através da Lei Rouanet e cuja contrapartida era a exposição escolar e a produção de material para alunos e professores (veja o projeto de captação aqui), tinha declarado que estava estudando levar a mostra para outras cidades, sendo uma delas Belo Horizonte.

O petista e secretário de Cultura de Belo Horizonte, Juca Ferreira, ex-ministro de Lula e Dilma, é favorável a mostra e queria sua vinda para a cidade, chegou inclusive a declarar ao Estado de Minas que o obstáculo era o financiamento: “custa dinheiro trazer uma mostra desse porte para a cidade. Precisamos de um investidor, de patrocínio e de estudar um espaço cultural viável para abrigar a exposição”. O que gerou resposta do prefeito no Twitter de que: “Em caso de divergência, na Prefeitura, prevalecerá sempre a opinião do Prefeito”‘.

Ainda sobre o tema, o prefeito Kalil não quer abrir flancos para críticas e declarou em um evento, hoje (16), no Estádio da Independência, que: “[é] uma mentira deslavada” dizer que ele queria trazer a exposição para BH e criticou o conteúdo da mostra. “Vamos ser liberais – eu transito na Parada Gay como transito na inauguração de igrejas e assembleias cristãs sem o menor problema –, mas nem de um lado e nem de outro vamos exagerar e errar a mão. Essa exposição foi realmente um exagero, erraram a mão”.

Ótimo.

Alexandre Kalil (PHS), prefeito de Belo Horizonte

 

Loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *