Pré-candidato à presidência pelo PSDB, Arthur Virgílio manda indireta para Doria

O prefeito de Manaus Arthur Virgílio, durante o governo Lula, liderou ao lado do senador paranaense Alvaro Dias a oposição ao governo petista. Tanto Arthur Virgílio quanto Alvaro Dias defenderam o impeachment de Lula durante o processo do mensalão e entraram em atrito público com a direção nacional do PSDB pela falta de coragem e cumplicidade dos caciques tucanos com o PT.

Os dois, enquanto tucanos, sempre defenderam a realização de prévias para a escolha dos presidenciáveis. Porém, todos os anos foram atropelados pelos “donos” do partido. O projeto de lei que regulamenta primárias no Brasil é de autoria do senador Alvaro Dias.

O ex-senador Arthur Virgílio foi abandonado pelos correligionários durante sua tentativa de reeleição ao Senado, que teve empenho especial de Lula para derrotá-lo. Dois anos depois, foi eleito prefeito de Manaus, cargo que ocupa pela terceira vez.

Arthur Virgílio e Alvaro Dias

Já o senador Alvaro Dias, que assim como Arthur Virgílio foi líder do PSDB e da Oposição no Senado, se desfiliou do partido e é pré-candidato à presidência pelo PODEMOS. Nenhum dos dois está no espectro da direita ou centro-direita, nem por isso deixaram de denunciar as relações do PT com os governos do Foro de São Paulo.

Arthur Virgílio anunciou sua pré-candidatura em entrevista nas páginas amarelas da revista Veja: “Se ele [Lula] é o candidato, respeito todos os meus colegas, companheiros de partido, mas em matéria de Lula eles todos são meus alunos, eu sou o doutor.”

Também na ocasião, alfinetou o prefeito Doria:  Acho que é um direito que ele tem. Eu só não faria campanha agora, porque estaria, de certa forma, faltando ao compromisso com os meus governados de Manaus. Não posso ficar por aí zanzando como candidato. Eu não sairia por aí açodando uma candidatura em tempos de administração.”

Agora, na Época, o pré-candidato reitera as críticas ao prefeito paulistano: ‘Arthur Virgílio diz que se dedicará às prévias do PSDB para o Planalto em 2018 somente nos finais de semana. Critica as viagens constantes do prefeito de São Paulo, João Doria, em dias da semana.”

Leia também:

O novo envelheceu: Doria é mais conhecido que Bolsonaro e tem menos intenção de votos

 

 

 

Loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *