PP usa segunda denúncia como pressão contra Temer e tenta derrubar Imbassahy de ministério

O presidente do PP, senador Ciro Nogueira, aproveita a onda da segunda denúncia contra o presidente Michel Temer (PMDB) para ajudar o Centrão na Câmara a derrubar o ministro Imbassahy (PSDB), responsável pela articulação política.

A coluna Painel, da Folha, já tinha noticiado que: “O PP puxa a fila de insatisfeitos que usarão a nova denúncia para cobrar mudanças no governo. Dirigentes da sigla têm conversado com a oposição e dito que, se o Planalto der a vitória como certa, pode quebrar a cara.”

Na Reuters:

“Para Ciro, uma eventual troca na Secretaria de Governo poderia “melhorar a relação” para votar a segunda acusação criminal contra o presidente e também, em caso de rejeição, ajudar o Palácio do Planalto a deslanchar as negociações em torno da reforma da Previdência.

Segundo o presidente do PP, o tucano perdeu a interlocução com os partidos. Ele disse que a legenda que comanda –e grande parte dos parlamentares dos partidos da base– não conversa mais com Imbassahy. “Só quem trata com o Imbassahy é metade do PSDB”, ironizou.

O senador, contudo, fez questão de dizer que não estava pressionando o governo a demitir o ministro.

“Não estou fazendo nenhum tipo de exigência ao presidente, é uma decisão dele”, ressalvou. Para Ciro, seria um “gesto de grandeza” se o próprio ministro deixasse o cargo por conta própria.”

Senador Ciro Nogueira (PP) e Presidente Michel Temer (PMDB)

Leia também:

Maia usa segunda denúncia como pressão e vingança contra PMDB e Temer

Loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *