Por medo de presidiários, Temer manterá o pagamento do “auxílio-reclusão”

O governo Michel Temer fez circular pela imprensa, na semana passada, como parte de um pacote de medidas para frear a sangria dos gastos públicos após a compra de votos para evitar sua investigação, que terminaria o pagamento do “auxílio-reclusão”. A notícia não fazia muito sentido, pois não havia nenhum sinal de como o governo cortaria um benefício atrelado à Previdência Social. Criariam uma Medida Provisória? Dariam andamento a alguma das propostas já apresentadas na Câmara ou pelo Executivo para tratar do assunto? A nota sobre o assunto saiu originalmente no Estadão, seguramente o veículo mais favorável ao peemedebista, e foi publicada nestes termos:

A proposta ainda está em fase de estudo pelo governo, mas é defendida por ministros pela economia gerada em um momento de crise como o que o País está passando. “Não é pra fazer caixa. Isso é um absurdo. Na situação que o país está? Benefício para preso?”, diz um ministro.

Hoje o jornalista Ricardo Noblat divulgou que o governo federal desistiu da idéia por medo dos presos se rebelarem pelo país:

 A equipe econômica anunciou a suspensão do benefício na semana passada, dentro do pacote fiscal, mas na reunião da noite de domingo, no Palácio do Jaburu, Temer foi alertado de que isso poderia causar uma “rebelião nas cadeias”. Segundo um dos participantes do encontro, Temer foi convencido pelos argumentos.

O recuo diante da ameaça de criminosos tem sido a regra de Michel Temer desde que assumiu a presidência.

Existem diversas propostas parlamentares para encerrar o benefício ou transformá-lo em auxílio às vítimas dos marginais. O recuo de agora deixa a certeza que não há mais perspectiva de que o governo ou o Congresso endosse qualquer uma delas.

Leia mais sobre o auxílio-reclusão:

Loading...

2 comentários para “Por medo de presidiários, Temer manterá o pagamento do “auxílio-reclusão”

  1. Alexandre Sampaio

    O sujeito rouba, estupra, mata, trafica e sua família tem direito ao auxílio-reclusão. As vítimas? Ora, que se fodam! Quem mandou nascerem em um país de merda como esse? Por que ao invés de sustentar familiares de bandidos presos, o Estado não os obriga a trabalhar nos presídios? Não á toa estarmos fodidos e mal pagos!

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *