Policiais reagem a ataques da Rede Globo feitos na novela “Malhação”

Investindo bastante no público esquerdista de classe média das cidades grandes, a Rede Globo transformou a novela Malhação num panfleto político nos níveis do programa da Fátima Bernardes. Em um capítulo desta terça-feira, no entanto, a emissora ultrapassou os limites ao atacar os policiais militares. A cena foi assim transcrita pelo UOL:

Policial Militar: Posso saber o que o senhor faz com uma menor?

Anderson: Somos namorados, senhor.

PM: Pascoal, o negão está falando aqui que namora com a japinha.

Tina: Qual o problema?

PM: Resolveu falar agora, japa?

Tina: Você está louco, isso é racismo.

PM: Ô Pascoal, isso aqui é desacato a autoridade, não é não? Bora levar eles para o DP, hein? O negão vai em cana direto se você não ficar quietinha, viu japa? Acho bom ligar para seu pai logo senão a coisa vai feder para você e o seu namoradinho aqui

Autoridades policiais protestaram contra o preconceito contra a corporação mostrado no episódio. A Polícia Militar de São Paulo fez um post em seu blog:

Ao contrário da cena reportada, a Polícia Militar segue fielmente os princípios constitucionais e basilares do respeito aos Direitos Humanos, (…)

A cena generalizou toda uma Instituição, formada por pessoas dignas, mães e pais de família, que trabalham em São Paulo, diariamente chamados e reconhecidos pela nobreza das ações que realizam, desde o atendimento de ocorrências criminais até os atendimentos emergenciais e sociais, dos mais simples aos mais complexos. Policiais Militares que protegem anonimamente a sociedade.

O deputado federal Major Olímpio também se manifestou em suas redes sociais, enquanto o deputado estadual Coronel Telhada fez um discurso na tribuna da Assembléia Legislativa de São Paulo.

Loading...

7 comentários para “Policiais reagem a ataques da Rede Globo feitos na novela “Malhação”

  1. Leonardo X

    A Globo é um reflexo do chamado mundo artístico e dos jornalistas politicamente (in)corretos. Se fosse um simples lixo ainda serviria para a compostagem. Mas é lixo tóxico que deve ser evitado a qualquer preço.Faz tempo que eu só sintonizo no canal poluído dos Marinho para assistir à F 1. E assim mesmo sem áudio, é claro.

    Responder
  2. Rodrigo Senzo

    Isso é um problema. Esses filhos da puta fazem essas coisas e se pressionados simplesmente vão alegar que estão tentando censura-los e que isso é liberdade de expressão e blá blá blá.
    .
    A PM poderia devolver na mesma moeda. Montar uma cena onde um diretor de um jornal (poderiam chamá-lo de “Jornal National”) de uma rede chamada “Rede Göbbels” acertava venda de matérias para o presidente de um país chamado Brasilis. Coloca isso na internet numa rede social. Aposto que vai bombar.
    .
    Se a Rede Globo se doer, a justificativa é: liberdade de expressão!
    .
    Melhor que fazer uma notinha que ninguém vai ler.

    Responder
  3. maismimi

    Na Globo a chamada sempre é Bala perdida acerta pessoa no enfrentamento da Polícia contra os traficantes. Veja que neste caso sempre colocam que a polícia é que está enfrentando os bandidos e nunca o contrário. Passam a mensagem que os bandidos que são as vítimas….
    No Pará vão entrevistar pessoal do MST sobre a ação da polícia e nunca o contrário. Só veem um lado da história.

    Responder
  4. André Luiz

    Esse não é o primeiro episódio panfletário progressista/comunista nessa temporada de Malhação! Nessa temporada demoraram uns bons episódios para aparecer um personagem masculino, sem considerarmos o Tuco/Pai da adolescente grávida. As personagens principais femininas-pura-sororidade são um amontoado de clichês, que vão desde a menina pobre preta periférica que teve o pai assassinado na quebrada a menina rica pequena burguesa que tem preconceito com pobre.
    Daqui a pouco vai aparecer a mulher trans ou homem trans ou menine que vai lacrar em alguma situação bem conhecida nos textões de facebook…

    Responder
  5. Alexandre Sampaio

    Só Malhação?!? E o jornalismo dessa porcaria??? Basta assistir quaisquer edições daquele nojo intitulado SPTV, para ver o ódio que essa empresa de merda nutre pela PMSP. O tal Rodrigo Boquetti e o Chico Pinheiro, só faltam ter orgasmos quando há reportagens desfavoráveis à PM. Passou da hora da população escolher um lado. Eu sou PM e não abro! Foda-se a Rede Goebels!

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *