Petistas em bando xingam e agridem uma jornalista

Notícia chocante, traumatizante, a acender um alerta quanto ao nosso estado político-partidário e também quanto à liberdade de expressão. Vários petistas, numa festa do partido, juntaram-se em bando, cercaram uma jornalista, xingaram e por fim a agrediram. Vejam o relato do fato, que está neste link:

No evento em comemoração aos dez anos do PT no governo federal, militantes do partido xingaram e chutaram uma jornalista da Folha. A agressão aconteceu do lado de fora do auditório onde foi realizado o ato.

A festa, que ocorreu na noite desta quarta-feira (20) em um hotel ao lado do Sambódromo do Anhembi em São Paulo, teve a presença da presidente Dilma Rousseff e do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, além de ministros e líderes de partidos aliados.

Inicialmente, a organização havia dito que estava prevista a presença de mil pessoas no auditório do ato, mas o número de presentes foi maior e muitos militantes foram barrados pela segurança. Com isso, iniciaram um tumulto na entrada e ameaçaram invadir o espaço.

A organização do ato deslocou seguranças para conter os insatisfeitos, que gritavam palavras de ordem.

A jornalista Daniela Lima, que registrava a movimentação, foi chutada por um militante e xingada por outros, que estimularam a agressão. Para interromper o tumulto, um apoiador do PT abriu espaço para que a profissional se afastasse do grupo e fosse auxiliada pela segurança.

Após o ocorrido, o presidente do PT, Rui Falcão, e o presidente do Instituto Lula, Paulo Okamotto, pediram desculpas e lamentaram o episódio.

A confusão atrapalhou inclusive a entrada de convidados do partido, como o prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PT).

“É muita gente querendo entrar e acho que eles [a organização] estão preocupados por causa daquilo que aconteceu no Rio Grande do Sul”, afirmou o prefeito, referindo-se ao incêndio na boate Kiss, que matou centenas de jovens, em Santa Maria.

Se você clicou no link então reparou: esta notícia foi publicada no dia 20 de fevereiro de 2013. E como assim, você não a viu por aí? Por que uma covardia dessas não gerou tweets revoltados ou mesmo solidários de outros jornalistas? Por que mesmo entre jornalistas da Folha, manifestações de repúdio ao ato e apoio à vítima foram raríssimas? Por que o jornal não deu foto da agredida, nem chamada na página inicial do portal Folha.com ou capa da edição do dia seguinte?

A omissão foi tão escandalosa que mereceu reparos e críticas da ombudsman na edição dominical imediatamente após o fato. A crítica da Ombudsman:

A pequena nota publicada na quinta-feira passada não dava conta de explicar a agressão sofrida pela repórter Daniela Lima, 27, destacada pelo jornal para cobrir a festa em que o PT comemorava os 10 anos de tomada do poder.

Percebendo um tumulto na porta do evento, Daniela foi ver o que estava acontecendo. Eram cerca de 100 militantes que queriam entrar, mas não tinham convite.

A repórter se aproximou e perguntou o porquê do protesto. Um militante olhou o crachá dela e respondeu “Fora daqui, PIG” (para os não familiarizados com a linguagem petista: PIG é “partido da imprensa golpista”).

O clima esquentou. Uma senhora impediu Daniela de passar, um homem lhe deu um chute pelas costas. “Cadela do PIG“, gritaram.

As agressões partiram de um grupo e, graças à ajuda de outros militantes, ela saiu dali.

O Diretório Estadual do PT em São Paulo lamentou o ocorrido e afirmou que “o partido reforça seu respeito aos profissionais de comunicação que, diariamente, acompanham a vida política e contribuem para a democratização das informações”.

A inaceitável agressão serviu pelo menos para isso: ouvir o partido do governo dizer que valoriza o trabalho da imprensa.

Vejam que é tudo muito mais grave… A jornalista foi xingada por gente que odeia a imprensa. Gente do PT! Não estamos falando de fulaninhos quaisquer que só vão à urna, digitam 13 e confirmam, estamos falando de militantes, provavelmente alguns com cargos do partido, pois são essas as pessoas que vão a festas partidárias. É gente que tem pensamento político-partidário solidificado, que milita de verdade. E o que dizer dos termos como PIG? PIG é um termo criado por um dos muitos jornalistas de péssima categoria cuja bajulação ao PT é a único ou principal fonte de subsistência. O termo é repetido bovinamente por um grupo de subjornalistas e blogueiros fronteiriços quanto à sanidade mental. Gente que passa os últimos 7 ou 8 anos repetindo que o “PIG” está para falir, que toda a Grande Imprensa não presta, que são todos corrompidos e inimigos do PT. Esse tipo de gente estimula e vem alimentando o ódio à imprensa, não é nada estranho que isto tenha acontecido agora. A hostilidade de movimentos controlados pelo PT em relação à imprensa já foi notada também em outras coberturas de protestos ou reuniões em bando dessa gente.

Pois bem, ontem, em meio ao confronto entre manifestantes que lutam por passagens de ônibus gratuitas (!!!) e Policiais Militares que foram evitar danos aos patrimônios público e privados pelos vândalos que inevitavelmente se aproveitam dessas situações, alguns jornalistas da Folha ficaram feridos. Uma delas sofreu um tiro de borracha perto do olho direito. Um absurdo, fato lamentável e obviamente fora da lista de objetivos de qualquer ação da PM (a Polícia não vai ou não deveria ir a protestos para agredir manifestantes ou pessoas que cobrem o fato, apenas impedir os crimes que possam ser cometidos no ato). Acontece que para essa jornalista foi dada toda a atenção e solidariedade que merecia, enquanto Daniela Lima, a xingada de cadela que tomou um chute nas costas, foi escondida.Folha_Capa

Em um ato, militantes de uma instituição política que estavam em um local para comemorar tiveram a intenção e conseguiram agredir, em bando, a uma mulher após xingá-la. Em outro ato, funcionários de uma instituição que estavam para cumprir a missão de manter a ordem por acidente atingiram profissionais que cobriam o fato. Em um caso a Folha deu nota minúscula e não há registro de que o jornal tenha ao menos feito um Boletim de Ocorrência do fato (seria muito fácil identificar os agressores). No outro caso a Folha deu chamada no seu portal e capa da edição impressa, e não foram poucos os tweets indignados e ofendidos pessoalmente pelo incidente terrível.

Fora daqui, PIG“. “Cadela do PIG“. Chute nas costas. Tudo isso para uma pessoa que apenas estava trabalhando. E sua empregadora nada fez, nem mesmo usou o peso institucional para denunciar e exigir punição. Nenhuma paixão partidária deveria proteger militantes criminosos.

Loading...

16 comentários para “Petistas em bando xingam e agridem uma jornalista

  1. Oliver de Oliveira Cesar Sampaio Dos Santos Neves

    É…parece que a carapuça serviu mesmo para a “Folha”. PIG. Partido da Imprensa Governista. Foi covardia isso, e eu só soube aqui e agora!

    Responder
  2. Pingback: Prefeito petista agride jornalista | Implicante

  3. daniel

    Sou a favor da PM. Acho que a PM deve baixar o cacete em Black Block, arruaceiros, baderneiros e nessa gente que depreda o patrimônio. Eles querem acabar com a PM para instaurar o caos no país. Não acontecerá. A estória da ditadura deve ser contada como verdadeiramente foi. Chega de comissão da mentira! A vida toda sempre ouvi mentiras sobre a ditadura. Culpa dos próprios militares, que hoje sofrem na pele a ditadura inversa, a dos petistas.

    Responder
  4. Sney

    Nunca vi tantos comentários ridículos, frutos de mentes criativas de gente que vive dopada, achando que tudo no país funciona conforme o determinado pelos protocolos padrões e que a máquina pública é completamente íntegra e que devemos acreditar 100% nas suas ações. Polícia politicamente correta, me poupem. Quanta asneira, quanta ignorância, para não dizer infantilidade. Todos vocês vivem no eterno mundo perfeito de Peter Pan.

    Responder
  5. Ana Godoy

    Quem quer reclamar da PM?!? que foi “truculenta”? Aposto que se fosse seu patrimônio você estaria agradecendo por eles afastarem os vândalos. Ou então, se fosse alguém conhecido que morresse no caminho do hospital pq manifestantes fecharam as principais vias de acesso – aposto que vocês estariam agradecendo a PM.

    Querem manifestação, tem o vale do Anhagabaú!!!!!! Ahhh, lá não querem ir, não da visibilidade e nem confronto com a Polícia.

    Responder
  6. jair duarte pêgo junior

    Bom dia!
    O Brasil venceu o Japão ontem… esqueçam essas coisinhas do dia a dia e vamos ser felizes!!!
    Amigos, aindo ouso participar desses comentários porque ACREDITO que podemos impedir o que está por vir! As pessoas desconhecem o que é COMUNISMO! Não precisamos implantar mais uma ditadura pra ver se vai dar certo – é só consultar a história recente!
    Não desanimem, pelo menos um brasileiro vai morrer defendendo o PAÍS, AS PESSOAS, A LIBERDADE – e não partidos e políticos profissionais!
    Oposição nasce da necessidade – e agora é o momento crucial – 2014 não pode ser ignorado!

    Responder
    • carlos gonçalves da silva

      meu amigo acredito que 2014 e crucial mas agora temos que ser inteligentes para vermos que rumo isso vai . A saída de Collor e um exemplo claro dos oportunistas de plantão . O PT que esta ai no governo e o mesmo que estava nas ruas . Tomamos cuidado com pessoas profissionais da politica que estão planejando isso para difundir a anarquia que e um braço do comunismo .eu observei certas bandeiras perigosas com manifestantes que não tem dana haver com a verdadeira democracia . se estão ali ou para aparecer ou a mando de alguém .

      Responder
    • Da CiaDa Cia Posts do autor

      Vi o vídeo. A Polícia tinha a missão de tirar os manifestantes da Avenida Paulista. O combinado era que não podiam ir para a Avenida Paulista. O que fizerma foi tirar os manifestantes da Avenida Paulista, impedir que avançassem por ali. Não vi nenhum manifestante ser atingido pelas balas de borracha e demais artefatos usados para dispersar. Falar que,por esse vídeo, dá pra dizer que a polícia foi bater nos manifestantes é muito incorreto. A PM estava em maioria e ainda bem que não tinha essa intenção pois se a tivesse seria um massacre.

      Responder
  7. João Ningém

    Infelizmente acompanho a evolução da regulamentação da política no Brasil há mt tempo e só vejo jogos de interesse. Todos querendo manter a boquinha. Só enganação. Essa insatisfação transcende a governos. Ela é visceral e o que está acontecendo é resultado da incomPeTencia dos nossos politicos. Todos só querem a politica para ficarem ricos e manipulam leis e instituições para isso.

    Responder
    • Da CiaDa Cia Posts do autor

      É preciso acreditar que sim. A PM é uma instituição necessária e que deve agir conforme a Lei. Mas se você tiver outras informações que embasem uma opinião contrária, há muitos canais para denunciar. Seria uma acusação séria o bastante para derrubar no mínimo o comando da Choque e, em último caso, até mesmo o Secretário e o Governador.

      Responder
    • marcelo

      teríamos que assistir 5 minutos antes para vizualizar a situação enfrentada pela polícia para determinarmos o que efetivamente aconteceu. o policial que atirou sabe das implicações de erros. mesmo estando no meio do movimento e sabendo que será execrado por qualquer erro. vejam o policial que quase foi covardemente linchado ao imobilizar baderneiro, sacou a arma mas não atirou. o reporter escreveu que pensou que o policial iria atirar.

      daqui a pouco a policia não nos defenderá mais. não vale a pena…

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *