O silêncio geral e vergonhoso sobre o Nota Fiscal Paulista de Alckmin

No dia 9 de março o governador Geraldo Alckmin anunciou mudanças no Nota Fiscal Paulista, programa extremamente popular criado pela gestão de José Serra e que devolve créditos de ICMS para os consumidores que pedem nota fiscal. Em cima do ocorrido, fizemos o post “Geraldo Alckmin transforma Nota Fiscal Paulista em “Mensalão das ONGs“. Mostramos como o programa foi desfigurado, diminuindo a porcentagem de premiação retornada aos consumidores e favorecendo ONGs que serão escolhidas pelo próprio governo para receberem 40% do que seria devolvido à população.

Desde então, temos procurado por aí quem mais criticaria a medida. Como previmos, ninguém deu importância para o assunto. Os motivos são resumidos nesse tweet:

 

Como mostramos no post original, a nova Nota Fiscal Paulista colocou no teto de recuperação do benefício as compras de jornais e revistas. Ninguém da imprensa criticou a medida.

Acompanhamos as atividades da Assembléia Legislativa de São Paulo e, além de percebermos o quanto esta casa legislativa é inútil, vimos que ninguém tocou no assunto. Resumos dos discursos de cada dia podem ser vistos nos links dos dias 10, 13, 14 e 16 de março. Nem mesmo os petistas da casa tocaram no assunto.

 

Revisado por Maíra Pires @mairamacpires

Loading...

4 comentários para “O silêncio geral e vergonhoso sobre o Nota Fiscal Paulista de Alckmin

  1. Leonrdo X

    Boicote total à mídia fake news, eis o que precisamos fazer para retaliar a indústria da desinformação globalista (comunista do século XXI). Sem leitores, telespectadores e radiouvintes também não haverá anunciantes.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *