O relativismo anti-petista

O período de exorcismo que está sendo a travessia pelo mandato Michel Temer tem confundido muitas pessoas que, naturalmnente, não torceriam por bandidos. Há um contágio grave pelo relativismo anti-petista: todos os atos políticos são julgados não mais pelos critérios primordiais, ou seja, se são bons ou ruins, verdadeiros ou mentirosos, honestos ou criminosos. Tudo passa a ser julgado conforme beneficie ou não o PT.

Assim, a Reforma da Previdência de Michel Temer é vista como boa pois “desagrada ao PT”. As investigações pelos evidentes crimes da equipe de Temer são ditos ruins pois “favorecem ao PT”. Até mesmo a absurda decisão do TSE, que absolveu a chapa Dilma-Temer foi visto como positiva, ou celebrada silenciosamente, pois a condenação levaria junto Temer. A delação de Joesley é vista como ruim pois atinge menos Lula e Dilma do que Temer e tucanos.

Relativismo: tem gente que só fica feliz com investigação que seja contra o PT. Equivalem aos petitas, que só ficam felizes quando o investigado é de outro partido.

O triste dessa degradação é que alguns que por muitos anos atacaram o PT, passando-se por pessoas honestas mas na verdade apenas prestando serviço para outras gangues, sabem muito bem manipular esse sentimento. E é assim que esses lacaios influenciam pessoas honestas ao atacar jornalistas, sites e até mesmo investigadores por estarem agindo corretamente contra bandidos que não sejam do PT.

Quem é honesto deve ficar feliz quando ladrão é investigado

Temos insistido neste site: Michel Temer é da mesma gangue de Lula e do PT. Não poderia ser diferente para quem participou desses governos por 13 anos. Continuaremos torcendo pela prisão e queda de Michel Temer assim como pela condenação de Aécio Neves e todos os tucanos envolvidos, mesmo que isto nos custe a perda de leitores ou a maldição de alguns alucinados. O PT não é nosso norte moral.

LEIA TAMBÉM:

>> O espírito quadrilheiro dos brasileiros

>> Gilmar Mendes, o IDP, o interesse público e o privado

>> ANÁLISE: União de PT, PSDB e PMDB vista no julgamento do TSE mostrou o caminho do sucesso para os bandidos 

>> Temer repete Dilma e escolhe juízes que aliviam para criminosos

>> EDITORIAL: O pacto nacional para a sucessão de Temer

>> EDITORIAL: Temer é culpado e o TSE tem que cassá-lo

>> EDITORIAL: O PSDB está com medo da direita

 

Loading...

7 comentários para “O relativismo anti-petista

  1. Pedro Rocha

    Quando a esquerda briga, deixem que eles se enfraqueçam e com isso ganhamos tempo. A desunião e briga entre socialistas e anarquistas foi fundalmental para abreviar e encerrar a Guerra Civil Espanhola, por exemplo.

    Entretanto, quando Hitler e Stálin se desentenderam e entraram em guerra, muitos até hoje defendem a postura errônea dos Aliados de escolherem um lado do conflito, sendo que escolheram o PIOR!!! O resultado do salvamento e vitória bolcheviques (escolhidos pelo seu caráter internacionalista, coerente com a Liga das Nações/ONU anglo-americo-francesa) na 2GM vemos até hoje nos jornais…

    Responder
  2. Eduardo Araújo

    Da Cia, o contraponto do Gustavo procede, se considerarmos a necessidade de se pensar e agir de forma estratégica.
    Lembro, por exemplo, a manifestação recente, orquestrada por CUT et caterva, pugnando, segundo declaravam, contra as reformas previdenciária e trabalhista. Ora, mesmo concordando que o Temer não foi o presidente que escolhi, que ele e seu partido foram de suma relevância na consecução do projeto de poder petista e, ainda, que as ditas reformas – a primeira, em especial – podem conter vários “porém’s”; mesmo com tudo isso, não engrossaria o coro do Fora Temer daquela malta esquerdista, sabedor que no fundo o Fora Temer deles equivale a Dentro Lula.
    Por outro lado, usando da mesma linha argumentativa de seu texto, e deixando claro que não discordo no tocante ao item corrupção, não seria relativismo anti-petista criticar toda e qualquer ação do governo Temer (certo de que muitas realmente são repreensíveis) apenas pelo presidente ter participado dos governos petistas? Isso, então, poderia se aplicar a quem votou – por conveniência – no Aécio. Na linha do Gustavo – e eu concordo – foi um voto útil, pensando-se estrategicamente e com as opções disponíveis para o momento.

    Responder
  3. Gustavo

    “Michel Temer é da mesma gangue de Lula e do PT.”

    obviamente que sim, mas agora a gangue rachou, uma parte dela tenta se limpar na outra.. e vc pode estar ajudando no saneamento da gangue quando é indiferente a ordem de quem deva ser preso antes

    Responder
  4. Gustavo

    e o autor ainda acha que é correto partir incontinenti pra cima de todos os inimigos sem ver quem é quem.. um erro crasso esse partir pra cima com tudo, típico do barbarismo

    Responder
  5. Gustavo

    entendo o que o autor quis dizer, mas ele está ignorando uma fatia das opiniões. Eu nao quero que alguem fique solto, muito menos porque isso desagradaria o PT. Trata-se de um posicionamento tático, quando o PT fazia cálculos e queria o Cunha preso primeiro, eu queria por último. Agora o mesmo: Se o PT vê vantagem no Temer ser preso primeiro, eu vejo que ele seja preso por último…

    Se vocês respeitarem a ordem proposta pelo PT, ajudará eles a derrotar os próprios inimigos e depois tomará um chute na bunda quando chegar a vez dos petistas serem presos.. o PT quer limpar a bunda em vocês

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *