O nome dos Neves

Até que se acabe o sigilo das delações da Odebrecht (e se comprove as acusações) é inútil diagnosticar o que é mentira ou verdade nos vazamentos na imprensa. O senador Aécio Neves (PSDB) e sua irmã Andrea Neves desmentiram a reportagem de Veja. A revista manteve a reportagem no ar.

Um dos pontos de defesa dos irmãos Neves foi dizer que o advogado do delator negou a veracidade das acusações da revista. Mas vale lembrar que, para proteger o cliente e não ser associado ao vazamento das delações, o advogado era obrigado a desmentir a revista que diz ter confirmado a reportagem com três fontes diferentes. Vale também lembrar que o advogado de Delcídio Amaral negava que ele estivesse negociando delação.

Já que existe a preocupação nos vídeos dos irmãos em preservar o nome dos Neves, resgatamos o depoimento do ex-deputado federal, ex-assessor especial da presidência e ex-ministro do TCU, Thales Ramalho, um dos aliados mais próximo do presidente Tancredo Neves.

O registro a seguir consta no livro ‘Mil Dias de Solidão’, de autoria do jornalista e ex-porta voz da presidência Cláudio Humberto, na página 92:

“Thales Ramalho é também testemunha de um caso histórico de desova das tais ‘sobras de campanha’ que acabaram vitimando o presidente Collor, acusado de inventá-las: após a morte de Tancredo Neves, a lendária super secretária d. Antonia procurou Ramalho preocupada. Não sabia o que fazer com a verdadeira montanha de dinheiro que o falecido deixou sob seus cuidados. Sobras das contribuições de empresários para sua campanha presidencial.

– A senhora deve entregá-lo ao filho, Tancredo Augusto (filho de Tancredo) – opinou Thales.

Assim foi feito, com recibo e tudo, e ainda levou a rubrica de Thales.

Até hoje, ninguém se interessou em fazer perguntas a respeito da origem desse dinheiro, que correspondia a milhões de dólares. O ex-ministro não se recorda da quantia com precisão, porque eram recursos em moeda nacional da época, o cruzeiro, que depois virou cruzado, se transformou em cruzado novo, voltou a ser cruzeiro e já se chama cruzeiro.

Tampouco há registro de alguém vivamente interessado em contestar a necessidade de tanto dinheiro para financiar a convencer número restrito de eleitores, a maioria constituída por deputados e senadores, integrantes do Colégio Eleitoral, onde, aliás, o dr. Tancredo aplicou ansiada sova no candidato do PDS, Paulo Maluf.”

As defesas de Aécio e Andrea Neves podem ser assistidas abaixo:

Revisado por Maíra Pires @mairamacpires

3 comentários para “O nome dos Neves

  1. Carlo Germani

    Algumas ponderações sobre Aécio Neves

    1-Aécio tem a vaidade do defeito de usar a astúcia (arte de enganar) o tempo todo.
    2-Aécio quando governador de Minas Gerais,deu “procuração” ao vice-governador (à época) Antonio Anastasia e a irmã Andréa Neves para governarem o Estado.Vivia mais no Rio de Janeiro do que em MInas Gerais.PS:Na companhia de Sergio Cabral,Luciano Huck,…
    3-Aécio calou a grande imprensa mineira por 8 anos.
    4-Aécio se apresenta como um “político do seu tempo (sic)”,
    5-Aécio há mais de 20 anos atrás,na companhia de Mario Garnero,foi apresentado pelos Rothschilds como o “futuro presidente do Brasil”.
    6-Aécio nunca questionou ou denunciou o Foro de S.Paulo e a satânica Nova Ordem Mundial,
    7-Aécio equivocadamente,optou pela via política esquerdista,quando deveria optar pelo conservadorismo com forte economia liberal.
    PS:PT e PSDB,fazem a “estratégia das tesouras de Lenin”.PT a “lâmina” radical esquerdista-comunista.O PSDB,a “lâmina” esquerdista,porém “light”.Ambas trabalham opostas,mas para um único fim: regime ditatorial e totalitário.
    8-Qual o patrimônio cultural-intelectual de Aécio? Resposta: a visão de mundo de Aécio termina na Serra do Curral de BH.
    9-Aécio tem um mega projeto de poder pessoal.Jamais um verdadeiro projeto de nação.

    Resumo da ópera: Aécio terá o mesmo destino do avô Tancredo (outro farsante).Nunca chegará à presidência da República.Aceitou na “velocidade da luz” a derrota para a nulidade humana e política Dilma Ruimsseff por apenas 0,5% dos votos.Esperou que o legado de Lula/PT/Dilma gerasse o caos no país (o que ocorreu) para chegar à presidência da República por via indireta.
    (…)
    Aécio é uma fraude.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *