O fim do Programa Pânico está relacionado ao sucesso do Bolsonabo?

Na última semana, correu a notícia de que o programa de humor mais bem-sucedido entre os que não passam na Rede Globo iria se encerrar. Após anos de sucesso na Rede TV e ida à Rede Bandeirantes, onde ainda hoje é a maior audiência do canal, o Pânico na TV acabaria por ter custos muito elevados.

Aparentemente seria uma notícia comum, restrita ao universo de entretenimento. Ocorre que o site de militância de extrema-esquerda, Catraca Livre, no mesmo dia em que a notícia foi publicada e sem qualquer confirmação fez um vídeo comemorando o fim. O vídeo falava aos milhões de seguidores da página que o Pânico era racista, sexista, ofendia minorias, estimulava a violência e humilhava suas dançarinas. Perfis militantes de esquerda e ligados ao PT no Twitter e no Facebook endossaram as críticas e passaram a falar desses supostos problemas.

Extrema-esquerda celebra fim de humorístico

No dia seguinte o UOL fez uma reportagem estranha: sem trazer números oficiais ou dar uma base de comparação, diz-se que o programa perdeu “35% dos anunciantes”, que o programa tem altíssimos custos e que isto o torna inviável de ser levado a qualquer emissora. Em meio aos números o jornalista dá sua opinião por diversas vezes falando que o programa é ruim e não tem como se recuperar.

Sendo um programa de entretenimento, por que despertaria tanto ressentimento da esquerda? A resposta mais óbvia seria o quadro “Mitadas do Bolsonabo”. Uma das novidades do programa neste ano, Carioca imita o deputado federal do Rio de Janeiro em praças, respondendo a populares com tiradas que representam exatamente a imagem que a grande imprensa e a esquerda passam do Bolsonaro. Apesar de ser uma representação exagerada, como devem ser as peças de humor, e trazê-lo de uma forma não muito louvável, Jair Bolsonaro nunca se incomodou com o quadro e pelo contrário, os distribui e divulga tão logo estejam disponíveis no site do Pânico.

Para reforçar a tese, a revista Veja desta semana perguntou diretamente ao Carioca se ele não temia que sua imitação pudesse elevar a popularidade do político. A resposta é excelente:

Não estou preocupado em saber se levanta ou não. Sou humorista e minha preocupação é tratar de personagens que são assunto. Sou atento aos fatos. Se eu disser que ele é um político irrelevante, estarei mentindo. O cara lota aeroportos quando chega, enquanto o Lula força uma caravana em que aparecem umas dez cabeças.

O próprio Carioca do Pânico é alvo constante de perseguição da esquerda. Bem articulado, politizado e crítico do PT, o humorista tinha uma imitação impagável de Dilma Rousseff que desagradava aos petistas. No movimento popular e espontâneo que levou milhões às ruas até arrancarmos o PT do poder, Carioca fez vários vídeos convocando a população e comentando o caos do momento. Automaticamente caiu na lista negra do partido do Petrolão.

Somando os acessos ao quadro no canal de YouTube do Programa Pânico às dos canais de Bolsonaro e seus admiradores, o “Mitadas do Bolsonaro” é disparado o quadro mais visualizado semanalmente, isso sem contar a distribuição via WhatsApp. Enquanto a situação do programa segue indefinida, vamos continuar observando as cutucadas da esquerda ao programa Pânico e, em especial, contra o Carioca.

 

 

Loading...

6 comentários para “O fim do Programa Pânico está relacionado ao sucesso do Bolsonabo?

  1. PT = Corrupção

    Paranoia achar que o pânico acabou por causa do quadro bolsonabo. Se fosse censura seria mais lógico acabarem com o quadro e não com o programa inteiro.

    Responder
  2. Marcio

    O programa sempre foi isso que todos conhecem, assiste quem quer e nunca foi intenção deles fazer algo educativo ou para agradar o “beautiful people”. Eu detestava e passava longe . Mas como as TV´s abertas sobrevivem de verbas públicas, e que o Márvio Lúcio não é apenas um bem sucedido e talentoso humorista, mas um cidadão consciente e ferrenho crítico do establishment político, tem que começar a desconfiar.

    Responder
  3. Heloisa

    Acho que o Carioca pode até estar sendo perseguido porque ele não é um humorista acéfalo. Mas o programa está ruim, sim… Sinceramente, sinto vergonha alheia todas as vezes que tento assistir. E acho que ele não ficará muito tempo desempregado. Ah, também não duvido que esteja terminando por perseguição, mas acho que o programa é caro e já vem sendo criticado há tempos. O único que se salva é o Carioca.

    Responder
  4. Geyson da Silva Lago

    Particularmente Não Gosto do Programa Pânico. Há tempos perdeu a graça, pois utilizava a comédia tipo Jackass e de tratamento jocoso com as mulheres que integram o programa, mas que estão ali por vontade própria. Já recebi alguns dos vídeos do Bolsonabo e me divertir muito, como o próprio imitado. Com certeza o personagem do Carioca por ter ganhado força no Programa e está incomodando pessoas do Poder brasileiro e estas ameaçando o corte do sinal da Band, como fez o governo Petista com outras emissoras.

    Responder
  5. Leonardo

    O programa é horrível, mas gosto não se discute, e ao que parece esse é o real motivo de encerramento dele, mesma coisa aconteceu com Sherazade e com a analista do Santander, que eu me lembro até agora. A esquerda é um pé no saco.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *