O corte da verba suja aos blogs do PT e como a imprensa noticiou a ação

O site O Antagonista noticiou com exclusividade há dez dias que o governo Michel Temer suspendeu os pagamentos vergonhosos de mais de R$ 10 milhões pelo governo Dilma a blogs sujos, feitos por gente desqualificada que recebia dinheiro do governo para fazer guerrilha virtual, incluindo aí ataques à honra de quem não é petista e juras de amor eterno mesmo aos piores bandidos do PT quando flagrados. O post do Antagonista trazia os valores que receberiam, graças a ordens de pagamento assinadas às pressas por Dilma antes de ser enxotada da presidência :

  • Brasil 247: 2,1 milhões
  • DCM: 1,11 milhão
  • Carta Maior (site): R$ 921 mil
  • Forum: R$ 921 mil
  • Paulo Henrique Amorim: R$ 865 mil
  • Opera Mundi (Breno Altman): R$ 83 mil
  • Luís Nassif: R$ 814 mil (além do contrato com a EBC)
  • Carta Capital (site): R$ 664 mil
  • Sidney Rezende: 409,5 mil
  • CGM: R$ 359 mil
  • Pragmatismo Político: 219 mil
  • Blog do Esmael: 169 mil
  • Viomundo (LC Azenha): R$ 166 mil
  • O Cafezinho: R$ 124 mil

Qualquer pessoa que acompanhe politica conhece os blogs a quem Dilma pagava e sabe que Brasil 247, Diário do Centro do Mundo, Ópera Mundi entre outros são essencialmente petistas, vivem de servir ao PT. O único jeito certo de noticiar este corte é apresentá-lo como uma ação de sanidade política e publicitária, ou como o corte de uma imoralidade. Mas para a “imprensa tradicional”, não foi bem assim. Vejam como o Estadão e a Folha noticiaram o mesmo tema:

O Estadão noticiou que o governo Temer cortou “R$ 8 milhões de sites simpáticos ao PT” (aqui). No corpo da reportagem, diz-se que Temer agiu em “nova batalha da guerra da comunicação contra os petistas”. Mais adiante, a jornalista cita um trecho entre aspas e logo depois o complementa com algo que não está na nota do Palácio, mas que dá a entender que o governo agiu para frear as críticas. Vejam o truque:

“A justificativa é que os veículos seriam “instrumento de opinião partidária”, com críticas ao atual governo e ao impeachment”

A Folha só tratou do assunto ontem e também deu a entender que o corte é para evitar críticas a Temer, além de terminar a reportagem com falas de Luis Nassif, que foi demitido da Folha por usar seu espaço no jornal para divulgar suas empresas pessoais. Vejam o trecho abaixo, em que Nelson de Sá até faz pouco caso do corte:

A suspensão dos R$ 11,2 milhões teria sido resultado de um primeiro pente fino, sobre contratos mais recentes, e novos bloqueios poderão acontecer. Paralelamente, o Tribunal de Contas da União (TCU) vem realizando uma auditoria nos gastos com publicidade de 2015/2016.

O valor cortado até agora, na verdade, é irrisório perto dos dispêndios anuais com publicidade federal. Em 2015, o total gasto pelo governo Dilma, sob comando da Secom, foi de R$ 1,86 bilhão. A maior parte foi para TV, R$ 1,23 bi.

Nenhuma das reportagens lembrou que Breno Altman, colunista do Brasil 247 e editor do Ópera Mundi, foi intermediário dos pagamentos a Ronan Maria Pinto, para acobertar os autores do assassinato de Celso Daniel. Não falaram do envolvimento do mesmo Breno Altman com pagamentos da Engevix ao Brasil 247, através de Alberto Youssef. Não se falou também que Breno Altman foi conduzido coercitivamente pela  Polícia Federal na fase “Carbono 14” da Lava Jato.

Também nenhuma das reportagens citou como o site Brasil 247 recebeu dinheiro do Petrolão, motivo pelo qual Leonardo Attuch, seu editor, está sendo investigado.

O viés pró-Dilma de jornalistas do Estadão e da Folha, ao ocultar a verdadeira natureza do patrocínio desses blogs, justifica jogá-los no mesmo fosso em que já se encontram os blogs petistas .

Vejam abaixo mais alguns dados sobre os patrocínios do governo petista a esses blogs, e percebam como Dilma, no desespero pré-impeachment, aumentou os pagamentos para a guerrilha virtual.

Dinheiro sujo que a Caixa pagaria a blogs petistas em 2016

Dinheiro sujo que a Petrobras pagaria a blogs petistas

Gastos de 2014 com publicidade na internet: Dilma disparou os gastos para ajudar o PT

Leia também :

5 matérias do Brasil 247 antes dos contatos com o Petrolão

Brasil 247, site envolvido na Lava Jato, anuncia que Lula será alvo de operação amanhã

Revisado por Maíra Adorno @mairamadorno

Loading...

6 comentários para “O corte da verba suja aos blogs do PT e como a imprensa noticiou a ação

  1. Eduardo Araújo

    Absurdo, mesmo.
    Merecia até uma CPI para investigar essa guerrilha virtual e que ao fim se exigisse devolução aos cofres públicos dessas quantias.

    Responder
  2. nelson araujo dos santos

    Nos brasileiros, em sua grande maioria desenformado do que se passa dentro das entranhas, do poder e dos gastos com o dinheiro público, produto da misse ria em que milhões de brasileiros vivem enganados por muitos anos. Como compreender que um jornalista, cuja missão é informar com imparcialidade os fotos, ganhando uma verdadeira fortuna, para dar cobertura e informar exatamente o contrario? A pergunta é em quem devemos confiar, para continuar lendo, o que na verdade se passa neste país?

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *