Novo imposto sindical avança com aval de Temer

O secretário-geral da Força Sindical, João Juruna, declarou nesta manhã (21) à rádio Jovem Pan que as negociações para a volta do imposto sindical estão avançadas com o governo Temer.

De acordo com o sindicalista, o presidente está disposto a editar uma MP que permitiria que através de assembleias promovidas pelos sindicatos nas empresas, se a maioria votar por aderir a contribuição, todos os trabalhadores pagarão o tributo. Pela nova proposta, o valor pago será negociado. Até a aprovação da reforma trabalhista, todo trabalhador, sindicalizado ou não, pagava um dia de trabalho em forma de imposto sindical que foi extinto.

A Folha informa que os deputados da base prometem rebelião caso o imposto sindical volte por MP.

Na noite de ontem, o presidente em exorcismo Michel Temer recebeu os líderes da Central dos Sindicatos Brasileiros (CSB), Força Sindical, União Geral dos Trabalhadores (UGT) e Central dos Trabalhadores do Brasil (CTB) para debater o tema. Os deputados Jovair Arantes (PTB), Roberto de Lucena (PV) e os ministros, Ronaldo Nogueira, do Trabalho, e Eliseu Padilha, da Casa Civil, também participaram da reunião.

Leia também:

Governo já repassou mais de R$ 20 bilhões para sindicatos, desde 2007, sem fiscalização

 

 

 

Loading...

7 comentários para “Novo imposto sindical avança com aval de Temer

  1. Jonny Hawke

    É ótimo que ele faça isso! Daí mata dois coelhos numa cajada só!
    Prova que os sindicatos não estão nem aí para os trabalhadores e sim para seus próprios bolsos e que esse governo é a versão “light” da Dilma.

    Responder
    • Eduardo

      É proposital. Não percebe que se trata de humor?!? Brinca com o fato de o governo ser ruim e o Temer parecer personagem de filme de terror! Isso é notório. Adversários já apelidaram o Temer de mordomo de vampiro!

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *