MPF classifica resposta do Ministério da Cultura ao nosso site como “arrogante”, “arbitrária”, “personalista” e “lamentável”

Nosso site noticiou um possível favorecimento envolvendo o senhor ministro da Cultura Jucá Ferreira e a Secretaria de Cultura da cidade de São Paulo, da qual ele foi secretário. O ministro ao invés de dar explicações sobre o uso de R$ 400 mil, terceirizou a resposta através da comunicação do Ministério da Cultura, que nos atacou.

Pois bem, o Ministério Público Federal em um parecer de cinco páginas considerou a resposta como “arrogante”, “arbitrária”, “personalista” e “lamentável”.

A notícia é da Veja Online:

O Ministério Público Federal considerou “arrogante”, “arbitrária” e “personalista” uma resposta dada pelo Ministério da Cultura, em setembro do ano passado (…)

Na ocasião, o ministério postou em sua página um “recadinho” aos “reaças”, que acabou resultando numa avalanche de reclamações ao MPF sobre o uso partidário da comunicação oficial do governo.

Num parecer de cinco páginas, o MPF fez diversas críticas. Disse que redes sociais do ministério não deveriam ter sido usadas para publicar mensagem com tom arrogante, intimidador e de forma que tenta “personificar” o estado para defender o ministro Juca Ferreira num episódio em que era acusado de favorecer a prefeitura de São Paulo, do PT, com emendas.

Após desancar a comunicação do ministério, porém, os procuradores disseram não ter enxergado a prática de crime no episódio e mandaram arquivar o caso, classificando o “recadinho” de “lamentável” e de “mau exemplo de comunicação oficial”.

Caro senhor ministro da Cultura Jucá Ferreira, nosso site tem um recadinho para você:

chola

Relembre o caso:

 

Juca Ferreira e os R$ 400 mil do Plano Municipal de Cultura de São Paulo

 

Ministério da Cultura tropeça nas palavras, explica origem sem justificar os R$ 400 mil e ataca “reaças”

 

Populares reagem ao ataque do Ministério da Cultura a reaças

 

Assessora de Juca Ferreira que atacou “reaças” já custou R$ 19 mil em diárias em 2015

 

 

 

 

Loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *