Milionário, Henrique Meirelles recebeu auxílio-moradia

O milionário ministro Henrique Meirelles também gosta de uma boquinha.

Em 2002, quando foi eleito deputado federal pelo PSDB, seu patrimônio declarado era de R$ 45 milhões. Entre 2015 e 2016, o ministro recebeu mais R$ 200 milhões por consultorias privadas.

Mas honrando a tradição política de parasitar o estado, Henrique Meirelles (PSD) recebeu, desde que foi empossado ministro até novembro de 2017 quando decidiu ser pré-candidato à presidência, auxílio-moradia no valor de R$ 7.337, além de vale-refeição no valor de R$ 458.

Certamente o salário de ministro de R$ 30.934 não é suficiente para as despesas. O auxílio-moradia para ministros não é um “direito” compulsório, o servidor público com acesso a esse privilégio escolhe receber ou não.

Na última propaganda do PSD, o ministro Meirelles disse que é preciso “combater privilégios e distribuir renda”.

O ministério da Fazenda, do qual Meirelles é titular, é uma das pastas mais perdulárias e com mais cargos de confiança na Esplanada. O ajuste fiscal ainda não chegou por lá. Aliás, por que precisamos de um Ministério da Fazenda e outro do Planejamento?

Curiosidade: o pregão para escolher a empresa responsável pela manutenção do prédio do Ministério da Fazenda escolheu a MPE Engenharia e Serviços, enrolada na Lava Jato. O valor final também triplicou. Em 2017 a manutenção custou R$ 8 milhões, em 2018 custará R$ 28 milhões.

Não perca nossas publicações e siga nossos canais no TwitterTelegram e Facebook.

Henrique Meirelles, ministro da Fazenda

Leia também:

Com falso discurso de corte, Temer incha a máquina e cria 2 mil cargos de indicação política

Temer, o eleitorado micheleiro e a EMBRAER

 

 

Loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *