Mesmo com fechamento de questão, deputados do centrão devem trair Temer

O presidente Michel Temer (PMDB), que aparentemente conta com maioria no Plenário para barrar a denúncia da PGR, terá que lidar com traições mesmo com o fechamento de questão de alguns partidos aliados.

O ‘fechamento de questão’ é um dispositivo previsto nos estatutos partidários que permite a punição de parlamentares que votarem contra a maioria da bancada em questões sensíveis. O governo tem atuado fortemente para que todos os partidos da base fechem questão contra a denúncia.

Na Folha: “Temer foi avisado por líderes de partidos do centrão que, apesar de terem fechado questão pela rejeição da denúncia de Rodrigo Janot, não conseguirão evitar traições em suas bancadas. O PP contabiliza cinco defecções. No PSD, sete dos 37 deputados avisaram que vão votar contra o peemedebista. Uma lista de infiéis também foi apresentada pelo PRB: dos 22 parlamentares, só 14 estão com Temer.”

O tratamento dado pelo governo aos deputados que foram substituídos na CCJ irritou até políticos que são contra a denúncia.

Rodrigo Maia (DEM), presidente da Câmara, Michel Temer (PMDB), presidente da República, André Moura (PSC), líder do governo no Congresso, e Aguinaldo Ribeiro (PP), líder do governo na Câmara

 

Loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *