Meirelles virou ministro para evitar primeira instância da Justiça

Relembre as manobras e os motivos de Lula ao dar status de ministro para o presidente do Banco Central:

Estadão (16/08/2004):

O governo federal editou nesta segunda-feira uma medida provisória para dar status de ministro ao presidente do Banco Central, Henrique Meirelles. Com essa categoria, ele ganhará foro privilegiado e passará a responder a qualquer ação somente no Supremo Tribunal Federal (STF), da mesma forma que o presidente ministros, deputados e senadores. A mudança foi negociada pelo ministro da Fazenda, Antônio Palocci, com Meirelles como um gesto de reconhecimento para evitar que ele pedisse demissão, depois de ter sido alvo de denúncias de sonegação de patrimônio. O movimento teve o aval e incentivo do presidente Lula, segundo fontes do Palácio do Planalto.”

Folha (17/08/2004):

“A mudança fará com que as recentes acusações de sonegação fiscal contra Meirelles, por exemplo, se forem transformadas em ações judiciais, terão de ser apresentadas ao STF.
Segundo a Folha apurou, a medida foi um pedido do próprio Meirelles, que ficou incomodado nos últimos dias com as acusações contra ele de sonegação fiscal. O governo temia que Meirelles pedisse demissão e decidiu atender a seu pedido.
A medida já vinha sendo discutida entre Meirelles e o ministro da Fazenda, Antonio Palocci Filho, há cerca de seis meses. Foi adotada agora devido às acusações contra Meirelles.”

Henrique Meirelles (Foto: Ailton de Freitas)

Henrique Meirelles (Foto: Ailton de Freitas)

Revisado por Maíra Adorno @mairamadorno

Loading...

Um comentário para “Meirelles virou ministro para evitar primeira instância da Justiça

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *