Marcelo Freixo do PSOL foi humilhado e ficou em “terceiro lugar” no segundo turno

A derrota mais impressionante no segundo turno das cidades brasileiras disputado ontem foi a de Marcelo Freixo, do PSOL, para a prefeitura do Rio de Janeiro. Seu partido quer se apresentar como um novo PT e contou com apoio entusiasmado de atores globais, “artistas da Rouanet”, a própria rede Globo e até, surpreendentemente, da revista Veja. Junte-se a isso o fato do Bispo Crivella ser um tradicional derrotado em segundos turnos do Rio de Janeiro, especialmente pela grande aversão que a Igreja Universal do Reino de Deus possui entre a população, e então a capital fluminense se tornou a batalha mais importante para a esquerda brasileira.

Nada disso adiantou. E, mesmo Crivella tendo sua carreira ligada ao petismo, a aversão ao PT se fez valer, evitando o voto no PSOL, percebido pelo eleitorado como linha auxiliar do partido de Lula.

O número mais impressionante da antipatia popular ao PSOL é o fato de Marcelo Freixo ter tido um número de votos inferior ao número de pessoas que deixou de votar: 1,1 milhão contra 1,4 milhão. O Bispo Crivella teve 1,7 milhão de votos.

Revisado por Maíra Pires @mairamadorno

Loading...

2 comentários para “Marcelo Freixo do PSOL foi humilhado e ficou em “terceiro lugar” no segundo turno

  1. Rose Lopesr

    Espero que Marcelo Crivella não decepcione o eleitores do Rio de Janeiro e faça um bom governo!Que Deus o abençoe!!!Parabéns ao povo do Rio pela escolha,Deus abençoe a cidade maravilhosa!!!

    Responder
  2. Pedro Rocha

    A derrota de Freixo não é motivo de alegria mas apenas de alívio, já que Crivella é o que há de pior no protestantismo no Brasil, que de tão “chapa branca” apóia até mesmo o aborto, lembrando figuras como Wycliffe e Lutero e tantos outros expoentes do movimento protestante no que tange à sujeição da crença aos interesses do governante estatal.

    Alél disso, estava no Rio de Janeiro/RJ nesse fim de semana e fiquei assombrado como o esquerdismo está se alastrando entre o povo carioca e com a corja de asseclas do PSOL fazendo panfletagem para Freixo. Até mesmo um taxista levantou a voz contra mim dizendo que a crise foi fabricada pelo “sistema financeiro”, quando fui lhe explicar sobre a alta da SELIC.

    Se não nos unirmos para parar a proliferação da praga vermelha enquanto ainda há bom senso em boa parte da população, será tarde demais e estaremos totalmente despreparados moral e economicamente para uma 3ª Guerra Mundial, que segundo alguns na melhor das hipóteses começará daqui a 15 anos, quando termina o plano de modernização das Forças Armadas russas.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *