Maia devolverá ao PT cargos que Cunha tirou

O ex-presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB), além de ter unido as bancadas da bala, do boi e da Bíblia em torno de sua candidatura, derrotou o PSDB, o DEM, o PSB e o PT. E foi além! Cunha também excluiu o PT da Mesa Diretora (que tradicionalmente seria ocupada pelo partido pelo tamanho da bancada) e das Comissões da Casa.

Das 25 Comissões permanentes, o PT – que tem a segunda maior bancada – só comanda três: ‘Cultura’, ‘Fiscalização Financeira e Controle’ e’ Direitos Humanos e Minorias’. Tudo por decisão política do ex-deputado Eduardo Cunha.

Já Rodrigo Maia (DEM), que nem consegue entregar a votação da contrapartida dos estados e já está articulando a substituição do líder do Governo, tem dois ‘méritos’:

  • o primeiro é ser genro do ministro Moreira Franco, o que deixa tudo em casa,
  • o segundo é da pequena política. Temer, antes do impeachment, prometeu ao PSDB a presidência da Câmara, em fevereiro de 2017. Só que o PSDB não consegue derrotar o Centrão e Temer não consegue entregar os votos do governo para um candidato tucano, daí vem a ‘solução Maia’.

Só isso.

Uma das primeiras ações de Maia, em troca do apoio recebido pelo PCdoB e da CNB (corrente majoritária do PT), foi matar a CPI da UNE. Hoje, Maia negocia com o PT (que tem ascensão sobre os votos do PDT e PCdoB) a Segunda Secretaria, que dispõe de 33 cargos comissionados. O arranjo na Câmara também passa por conversas do governo no Senado, somando todos os cargos (Câmara e Senado) o PT pode conseguir 88 cargos de indicações, além das presidências em Comissões.

O fortalecimento do PT e PCdoB na Câmara será o legado da reeleição ilegal de Rodrigo Maia (DEM).

Rodrigo Maia (DEM) e Eduardo Cunha (PMDB)

Leia também:

Rodrigo Maia nomeia primos como assessores

Revisado por Maíra Pires @mairamacpires

2 comentários para “Maia devolverá ao PT cargos que Cunha tirou

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *