Janaína Paschoal: “Bolsonaro é o voto que revela maior racionalidade”

Em uma série de tweets nesta manhã de 28 de novembro, a advogada Janaína Paschoal falou do maior problema brasileiro, a criminalidade, e como apenas um pré-candidato trata o tema com a devida gravidade e sem parecer “fake”: Jair Bolsonaro. Ela também ressaltou que os cidadãos estão preocupados acima de tudo com a própria vida. Por fim lembrou que Bolsonaro, à diferença dos outros postulantes, não defende nenhum dos corruptos. Vejam a série de tweets, organizados abaixo como texto:

Olá, Amados! Acabo de compartilhar (aqui)com vocês importante matéria publicada na Folha de São Paulo. Trata-se de relato sobre o pânico que profissionais de saúde e pacientes vivenciam em meio à guerra instalada no Rio de Janeiro.

Já há um bom tempo, eu venho compartilhando textos que mostram que as crianças no Rio já não conseguem estudar, chegando a perder exames importantes, em função dessa guerra não reconhecida pelas autoridades. A matéria de hoje destaca situação igualmente grave relativamente à saúde. Percebem que, nesse contexto, perde o sentido discutir política educacional e política de saúde? A política pode ser excelente, mas de nada vale se a violência não permitir que seja implementada.

Óbvio que o Brasil é um país cheio de problemas na saúde, na educação, no saneamento básico. No entanto, hoje, seu principal problema é o crime, em todas as suas faces. O enfrentamento do crime passa por melhoras sociais? Claro! Mas as melhoras sociais não são suficientes!

Concorde-se ou não com sua pauta e/ou com seu estilo, o único presidenciável que parece ser sensível para o maior problema da população é Bolsonaro. E as pessoas sabem que o discurso dele não é fake, pois, nessa seara, ele fala o que sempre falou. Com isso não estou dizendo que as propostas de Bolsonaro para a segurança pública sejam perfeitas, mas ele é o único que tem coragem de tocar nesse ponto sensível. Os outros parecem viver em outro país, chega a ser cômico.

Ademais, em suas manifestações, ainda que não seja da área jurídica, Bolsonaro parece perceber que a violência está diretamente relacionada à corrupção. Salvo melhor juízo, ele não mostrou condescendência relativamente a nenhum dos evolvidos nos últimos escândalos. Os outros presidenciáveis, ao contrário, ou defendem os corruptos a depender da legenda, ou ficam omissos. Esquecem que estão sendo observados.

Bolsonaro vem sendo tratado como um fenômeno. Desculpem, os analistas que dizem e escrevem isso não entendem nada de voto, ou não entendem nada de gente. Dadas as opções e a realidade posta, Bolsonaro é o voto que revela maior racionalidade.

Estou declarando apoio a Bolsonaro? Não, ainda é cedo para fechar questão com quem quer que seja. Tenho conversado com pessoas de muitos partidos. Estou apenas tornando público o que venho falando particularmente. Antes da Economia, as pessoas se preocupam com a VIDA. Simples!

Loading...

3 comentários para “Janaína Paschoal: “Bolsonaro é o voto que revela maior racionalidade”

  1. SMAC

    Janaína sempre com leituras precisas sobre a realidade do país! Ela sabe que pode se queimar mostrando a real do Bolsonaro, mas isso não a abala nem um pouco. Parabéns pela sua lucidez!

    Responder
  2. Rafael

    A violência é um problema, mas as “soluções” de Bolsonaro são péssimas, alias o cara é deputado pelo RJ e não se tem notícia de sua contribuição para mitigar a violência no estado.

    Responder
  3. Yulo

    Janaína diz o que eu venho dizendo há muito tempo. O maior problema do Brasil, hoje, é a violência.
    De que adianta ter saúde de primeiro mundo, se o próprio paciente corre o risco de leva uma bala perdida quando a caminho de um Posto de Saúde? De que adianta educação de qualidade, se o aluno corre o risco de ser assaltado a caminho da escola.
    Precisamos resolver o problema da violência, desde os bandidos comuns (assaltantes, assassinos, traficantes) até os bandidos de colarinho branco, passando por integrantes de MST, MTST, Black Blocs… Lugar de bandido é na cadeia.
    E complementando o pensamento de Bolsonaro, cadeia não é parque de diversões nem Spa. Cadeia é castigo, gostem ou não. Quem não quer ir para a cadeia que não cometa crime.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *