Ícone feminista, “Menina Destemida” é coberta com uma Burca por conservadora

Neste sábado, a “ACT for America” organizou uma marcha pelos direitos humanos e contra a lei da Sharia em 30 cidades. Durante a marcha, a jornalista do Rebel Media e ativista anti-Sharia, Laura Loomer aproveitou a oportunidade para cobrir o ícone com uma Burca enquanto segurava o cartaz com os dizeres: “Não existe algo como uma feminista islâmica”.

Apesar da ira do autor do touro de wall street, o ícone é um sucesso e não é a primeira vez que as pessoas colocam adereços à estátua, que é pública. Contudo a reação violenta dos esquerdistas não podia ser diferente ao ver uma conservadora exercendo seus direitos:

Loomer disse que “queria colocar o seu cartaz ao lado da estátua que supostamente está lá para protestar contra o patriarcado e o capitalismo – para protestar contra a mais vil e opressivo patriarcado do mundo, que é o islã. E também queria expor a hipocrisia da esquerda, onde ninguém que celebra a estátua repudia o patriarcado que é a Sharia.”

O protesto de Loomer é uma resposta à simpatia das feministas com o islamismo. Uma das organizadoras da Marcha das Mulheres, Linda Sarsour, é uma defensora da Sharia. Não é de se espantar que cantaram Allah Akbar no evento.

 

Revisado por Maíra Pires @mairamacpires

Loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *