Guga Chacra chama povo polonês de nazista e recebe resposta da cônsul polonesa

Guga Chacra, o grande especialista da Globo News em relações internacionais, repetiu uma informação picareta de um jornalista inglês do The Guardian (jornal de esquerda) sobre as passeatas do Dia da Independência polonês e acusou todos os participantes de serem nazistas. O jornalista depois se retratou, mas o Guga não se importou.

O filósofo Olavo de Carvalho foi avisado desse tuíte e cobrou uma ação das autoridades polonesas no Brasil para que a situação fosse esclarecida.

A cônsul polonesa no Brasil Katarzina Braiter rebatou o jornalista no Twitter e indicou que a autoridade polonesa entrará em contato com a rede Globo.

 

O CHORO TÁ GRANDE!

 

Loading...

14 comentários para “Guga Chacra chama povo polonês de nazista e recebe resposta da cônsul polonesa

  1. Tiago

    Minha solidariedade a população da Polônia que não é nazista, de fato, acredito que a maioria não o é, tendo em vista que a Polônia sofreu muito com a invasão de Hitler.
    Para quem não sabe, esta era uma ideologia de extrema direita.
    Outra coisa, sou de esquerda mas não sou socialista, defendo uma participação do Estado para garantir a todos direitos como o de uma educação pública, saúde pública e segurança gratuita (pagamos os impostos para isso) além de segurança para que as pessoas consigam empregos e se promover na vida.
    O Estado também deve garantir habitação para os que não tem condições, logo deve haver programas como minha casa, minha vida e a reforma agrária.
    PS sou afavor de que haja perícia para impedir fraldes nestes programas.
    Nem todo esquerdista é comunista, viva a esquerda, fora nazistas que são menoria na Polônia e no Brasil, fora neoliberalismo, fora Temer.

    Responder
    • Ray

      Como já se enfatizou o suficiente nos últimos meses, essa falácia que o Nacional Socialismo Alemão (Nazismo), (que é Estatista e contra o capitalismo dos Judeus) seria de direita, já foi refutada!

      Responder
  2. Tiago

    Eu concordo que o jornalista inglês e o brasileiro foram errados, ao classificarem a festa de independência da Polônia, já que provavelmente, muitos que lá estavam só queriam comemorar a data e defender a soberania, como nós brasileiros fazemos no dia da independência.
    Mas é inegável que havia grupos de extremistas no desfile, que defendiam uma europa só para brancos e contra a imigração (deve haver controle para impedir a entrada de terroristas, mas não restrição da imigração e de refugiados ).
    Sobre o the guardian, ele não é de esquerda, é um jornal que defende o neoliberalismo, que quer vocês querem ou não é uma filosofia de direita, seus donos são muito ricos.
    Sabe quais são jornais de esquerda, o jornal oficial cubano Granma http://pt.granma.cu/
    e a agência estatal de notícias da Coreia do norte KCNA http://www.kcna.kp/kcna.user.home.retrieveHomeInfoList.kcmsf
    Podemos citar também a agência de notícias da Venezuela http://www.avn.info.ve/
    PS não apoio o regime ditatorial desses países, só acredito que devemos falar a verdade, o the guardiam não é de maneira nenhuma jornal de esquerda!
    Aliás, nenhum da grande mídia é.

    Responder
  3. Paulo I

    Essa globo é mesmo uma vergonha! TV de extrema esquerda, hipócrita,parcial, anti-democrática,infestada do pessoal do politicamente “correto”! E aí,globo? Não vai demitir ,sumariamente,esse reporter,também? Assim como fez com o Waak?

    Responder
  4. lya

    “Racismo” contra preto não pode, mas contra o branco tá liberado, então esse discurso de merda que “somos todos iguais” é conversa pra boi dormir. Esse chacra é só mais uma piada sem nenhuma graça da grade dessa globo lixo!

    Responder
  5. Salomão Moysés Cohen

    Eu queria ver se a situação do globalismo fosse:

    – Judeus imigrando para países ocidentais e os mesmos praticando dezenas de atentados terroristas

    Os judeus seriam os primeiros a se envergonharem.

    Responder
  6. Caio Frascino Cassaro

    Guga Chacra será demitido da Globo por racismo? Sim, o que ele cometeu contra o povo polonês- o povo mais altivo da Europa nos dias que correm – foi um ato de RACISMO. Enfiou a pecha de nazista a toda uma nação. Se William Waack foi mandado embora por ter dito uma bobagem e ser exposto por um canalha, o tal do Guga Chacra expôs ao mundo, ao vivo e em cores, toda a sua bossalidade. Se a Rede Goebbels tivesse um mínimo de coerência, esse cidadão – ou cidadã, não sei qual é a da figurinha – já estaria procurando emprego em outra freguesia. Mas não nos iludamos – o Chacrinha é da “tchurma” e um jornalista medíocre, ao contrário do William Waack, que é um sujeito brilhante e que jamais dobrou a espinha para os psicopatas que dominaram o país por 13 anos.

    Responder
    • Fernando Jr

      Caio, desculpe o meu comentário, mas o WAACK não foi afastado por ter feito um comentário infeliz, mas por ter “detonado” os lideres da revolução Russa que comemorou o seu centenário recentemente. Pq guardaram por um ano este vídeo do Waack se o comentário infeliz aconteceu durante a apuração das eleições dos EUA em 2016? Pq guardaram na “manga” o tal vídeo? Agora sabemos a finalidade. Sabe de nada inocente (o povo manipulado por esta emissora)…

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *