Governo Temer não reduz número de assassinatos no país: 28 mil no primeiro semestre

O Estadão divulgou ontem os números de assassinatos no país, com base nas informações fornecidas pelos governos estaduais. Mesmo sem os dados de Roraima, Acre e Maranhão, houve um aumento de quase 7% no número de assassinatos do primeiro semestre comparado ao primeiro semestre de 2016, quando o Brasil era governado pelo PT.

Os estados com maior aumento deste crime foram Pernambuco, governado pelo PSB (+37,88%) , o Ceará, governado pelo PT (+31,9%), o Rio Grande do Norte, governado pelo PSD (+26,27%) e o Espírito Santo, governado pelo PMDB (+24,9%).
Vejam o gráfico informativo do Estadão:

Como pode ser visto, Michel Temer continuou a política de ignorar o problema da criminalidade do país, não apresentando nenhuma mudança no comportamento que já víamos dos governos Lula e Dilma. Este é o segundo semestre completado por seu governo sem que nenhum resultado na área tenha sido apresentado para aliviar a vida dos brasileiros.

Loading...

3 comentários para “Governo Temer não reduz número de assassinatos no país: 28 mil no primeiro semestre

  1. Leonardo

    A questão não é que o governo é incompetente, essa não é a prioridade, todos sabem das necessidades da nação, mas eles não estão lá para isso.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *