Google inicia projeto de formação e patrocínio a 1000 jornalistas de esquerda pelos EUA

O Google, gigante multinacional que disputa o domínio das informações na internet com o Facebook, acaba de anunciar o patrocínio de um ambicioso projeto para controlar ainda mais as notícias nos EUA. Chamado de “Report For America”, o plano é selecionar 1000 jornalistas que trarão notícias locais dos lugares mais remotos dos EUA, formá-los e pagar parte de seus salários. Chamando a tarefa de “serviço público de jornalismo”, empresas locais de comunicação também se apresentarão como candidatas a receber os selecionados. Os salários dos profissionais serão pagos 50% pelo fundo da Report For America, 25% pela empresa local e 25% por doadores.

O projeto é anunciado assim:

A crise no jornalismo se tornou uma crise para nossa democracia. Estamos chamando uma nova geração de jornalistas para servir em organizações de notícias da comunidade local por todo o país. É hora de reportar pela América.

Parece legal? A pegadinha é que o projeto será uma parceria do Google com a “The GroundTruth Project”, cuja descrição em sua página da web deixa bem claro a orientação esquerdista:

A Projeto GroundTruth é uma organização sem fins lucrativos dedicada a patrocinar uma nova geração de correspondentes internacionais e cinegrafistas de documentários para irem ao mundo produzir jornalismo de justiça social que informa e ilumina.

O Google não informa como serão afetados os resultados de buscas de notícias tratadas por essas empresas e jornalistas associados ao projeto. Sendo o maior motor de buscas da internet, o maior anunciante e agora também um criador de conteúdo, a possibilidade de controle de informação pela companhia ficará ainda maior. Além disso, o ramo das notícias locais é um em que há mais espaço para tratar a vida cotidiana de cidadãos normais, motivo pelo qual é menos afeito às perversões revolucionárias. Com o “Report For America” o Google consegue entrar e transformar a base de um ramo do jornalismo que os grupos de esquerda tinham menor influência.

 

Leiam mais sobre o projeto do Google no próprio site: https://www.reportforamerica.org/

Loading...

2 comentários para “Google inicia projeto de formação e patrocínio a 1000 jornalistas de esquerda pelos EUA

  1. Almanakut Brasil

    Depois de oito meses, Facebook indica novo diretor para o Brasil – 22/09/2017

    O Valor apurou que o Facebook teve alguma dificuldade para encontrar um substituto para Angelini — que ficou apenas nove meses no cargo — por conta do embate entre a rede social e a Justiça brasileira. Dono do WhatsApp, o Facebook tem sido alvo de decisões judiciais por não fornecer dados de conversas solicitados em investigações criminais. Dzodan chegou a ser preso em março do ano passado por decisão de um juiz de Sergipe.

    http://www.valor.com.br/empresas/5130282/depois-de-oito-meses-facebook-indica-novo-diretor-para-o-brasil

    CONHEÇA A CURETAGEM, VERSÃO CORONEL MOÉZIA

    Cláudia Patriota

    https://www.youtube.com/watch?v=Z8mqLiJsGu0

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *