ÁUDIO: Garotinho brigou em hospital porque teme ser morto em presídio

As informações são do Estadão Conteúdo:

goto

“Levar é o cacete. Eu não vou. Isaías do Borel, tem um monte de preso lá que foi tudo eu que botei na cadeia. Estão doidos para me levar para lá para me matar. Sabe que quarta-feira eu tenho reunião com dr. (Rodrigo) Janot para entregar o resto da quadrilha. Isso tudo foi armado. Eu não vou”.

A transferência foi decidida pelo juiz federal Glaucenir Silva de Oliveira, da 100ª Zona Eleitoral de Campos, depois de receber informações sobre “diversas regalias no Hospital Souza Aguiar, onde se encontra internado sob suspeita de doença ainda sequer identificada”.

Leia a transcrição do diálogo do ex-governador com agentes da PF:

– Mate o homem, aqui.

– A gente só precisa te levar. Se você não fizer força, é melhor

– Levar é o cacete. Matem o homem. Eu não vou. Isaías do Borel, tem um monte de preso lá que foi tudo eu que botei na cadeia. Estão doidos para me levar para lá para me matar. Sabe que quarta-feira eu tenho reunião com dr. Janot para entregar o resto da cadeia. Isso tudo foi armado. Eu não vou, cara.

– O senhor vai. Porque o senhor está preso com decisão judicial. Nós vamos cumprir a ordem judicial

– Me matar é uma decisão sua.

– O senhor vai.”

No vídeo abaixo, a deputada federal Clarissa Garotinho também se desespera e teme que seu pai seja morto:

Revisado por Maíra Pires @mairamadorno

Loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *