FHC e Alckmin: O que sabemos?

Odebrecht, Camargo Corrêa, FHC e Alckmin: todos jantam juntos.

Sabemos que FHC não é maestro, mas mesmo assim foi durante oito anos, desde 2006, presidente da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo. Só em 2012 os repasses do Governo de São Paulo para a OSESP foram de R$ 55, 8 milhões (57% do orçamento da orquestra).

Sabemos que em 2007 a estatal paulista SABESP doou R$ 500 mil para um projeto do IFHC de digitalização e conservação do acervo do ex-presidente.

Ex-presidente Fernando Henrique Cardoso

Ex-presidente Fernando Henrique Cardoso

Sabemos que FHC ainda presidente fez uma reunião no Palácio do Alvorada para pedir doações ao seu futuro Instituto Fernando Henrique Cardoso, e que nessa ocasião, R$ 7 milhões foram prometidos por  grupos que receberam o título de co-fundadores do IFHC, a saber :

Jorge Gerdau (Grupo Gerdau), David Feffer (Suzano), Emílio Odebrecht (Odebrecht), Luiz Nascimento (Camargo Corrêa), Pedro Piva (Klabin), Lázaro Brandão e Márcio Cypriano (Bradesco), Benjamin Steinbruch (CSN), Kati de Almeida Braga (Icatu), Ricardo do Espírito Santo (grupo Espírito Santo).

Sabemos que Odebrecht, Gerdau e a Camargo Corrêa são grandes contratantes das palestras de FHC. Sabemos que cada palestra de 1 hora custa aproximadamente R$ 150 mil. Sabemos os ramos de atuação dessas empresas que geram a receita necessária para a contratação das palestras.

Sabemos que a Camargo Corrêa e a Odebrecht estão sendo investigadas na Lava jato.

Sabemos que a Camargo Corrêa, Gerdau e Odebrecht são parceiras do Centro Ruth Cardoso.

Sabemos que Jorge Gerdau deixou em 2014 o Conselho de Administração da Petrobras após 13 anos como conselheiro. Sabemos que Jorge Gerdau é hoje presidente da Câmara de Políticas de Gestão, Desempenho e Competitividade do Governo Federal.

Sabemos que tudo isso é legal, tudo dentro da lei.

Sabemos que todos os deputados federais do PSDB querem o impeachment de Dilma. Sabemos que a bancada tucana na Câmara, o Democratas e o Solidariedade acreditam que haja fundamentos para pedido imediato da abertura do processo impeachment. Sabemos que FHC não quer impeachment. Sabemos que 63% da população quer impeachment.

Sabemos que FHC desautorizou o PSDB a pedir o impeachment duas semanas atrás.

Sabemos que dia 29/04, FHC se reuniu com Marcelo Odebrecht e que nesta última semana, FHC se reuniu com Marcelo Odebrecht, Jorge Gerdau e outros empresários na ala residencial do Palácio dos Bandeirantes a convite de Alckmin. Logo depois Alckmin negou que haja motivos para o impeachment.

Sabemos que em qualquer país sério, um governador jantar com empresários  investigados no maior escândalo do país resultaria em um outro escândalo.

Sabemos que existem mais de um motivo para afastar a presidente Dilma Rousseff.

Não sabemos o porquê FHC e Alckmin dizem que não há motivos para o impeachment. Não sabemos, mas desconfiamos…

Obs.: A Revista Época deletou o link que falava das doações das empreiteiras para FHC, não tem problema, nós salvamos em PDF. Confira aqui.

Loading...

10 comentários para “FHC e Alckmin: O que sabemos?

  1. daSilvaEdison


    No Brasil de hoje, com estofo, nos sobram o Moro e o Barbosa.
    O 1º mancomunado com o Richa e o 2º com a CBF.
    E ambos com a Globo.
    Só nos resta os ‘desestofados’ Lobão, Reinaldão, Olavão, Merdalzão, Pondézão, …, ou o Galvão.
    Sobra recorrer aos meliantes miúdos do Eduardo Cunha.
    Mal pagos e nem bem f* fomos.

    Responder
    • Águia Cinzenta

      Cara, o Reinaldo de Azevedo é o homem de FHC na mídia. É só observar como ele relativizou as declarações de FHC contra o impeachment e defendeu a libertação dos empreiteiros como sendo o mais certo dentro da lei. Não se engane. Eu só abri meus olhos após esses episódios e pesquisei a fundo tudo aquilo que RA já disse sobre os assuntos onde FHC tinha interesses.

      Responder
  2. André

    No Brasil existe apenas um partido, P C B, Partido comunista Brasileiro, ou Partido de Conchavos Brasileiro… Os mentores, FHC, Ex-Frei Betto, Ex-Frei Boff, Lula e Fidel Castro, que são os estafetas de George Soros, fazem os 32 partidos serem apenas departamentos desta grande empresa-partido monopolista, a única preocupação é equilibrar a distribuição dos lucros da corrupção e manter a maior parte dependentes do estado. Socialismo é uma merda, ninguém sabe, ninguém viu mas ele já dominou tudo e todos… nada mais do que a união do poder politico com o poder econômico, e ficamos a se estapear por migalhas…

    Responder
  3. Alex Reis

    Eu voto no Alckmin desde o tempo que ele era vice do Mario Covas.
    Estou me sentindo o maior idiota da face da terra.
    Vivendo e aprendendo, espero acertar nas próximas eleições um candidato que não me decepcione no futuro.

    Responder
  4. Alexandre Sampaio Cardozo de Almeida

    São Paulo, 11 de maio de 2.015

    Prezados do Reaçonaria,

    Sabemos de muitas coisas…, eu, por exemplo sei que tucanos e petistas são farinhas do mesmo saco!

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *