FHC continua sendo a linha auxiliar de Lula e do PT mais eficiente do Brasil

No mesmo dia em que o Datafolha divulga que o penta-réu Lula (PT) lidera a corrida presidencial no primeiro turno, o ex-presidente FHC (PSDB) publica um artigo na Folha pedindo que o presidente Michel Temer (PMDB) tenha um gesto de grandeza e convoque novas eleições presidenciais encurtando o próprio mandato.

No dia 13/04, a mesma Folha noticiou que emissários de Lula, Temer e FHC têm se reunido para traçar estratégias para garantir a sobrevivência política do PMDB, PSDB e PT e suas lideranças para as eleições de 2018. Uma das hipóteses do grupo é que Lula seria o candidato do establisment político responsável por fazer o contra-ataque decisivo contra a Lava Jato depois de eleito.

Qual é o interesse de FHC, que já se manifestou dizendo que eleições diretas antecipadas são golpe, em mudar de opinião sobre uma eleição presidencial antes de 2018? Pior, no dia da divulgação do Datafolha, cujos resultados são antecipados em off para a classe política e ventilados no noticiário antes de serem completamente conhecidos.

O que nos anima é saber que o mesmo Datafolha coloca o deputado federal Jair Bolsonaro (PSC) no segundo turno com menos rejeição que o resto da classe política e com uma ligeira vantagem sobre a ex-senadora Marina Silva (REDE).

FHC continua sendo a linha auxiliar de Lula e do PT mais eficiente do Brasil.

Fernando Henrique Cardoso e Lula, ex-presidentes do Brasil

 

 

Loading...

7 comentários para “FHC continua sendo a linha auxiliar de Lula e do PT mais eficiente do Brasil

  1. Bruno

    “FHC continua sendo a linha auxiliar de Lula e do PT mais eficiente do Brasil.”
    Em 2005, foi contra impeachment de Lula, na época do mensalão e exigiu que políticos do PSDB parassem defender essa tese, alegando que traria instabilidade e que definiu que eles deixarem o PT e Lula sangrassem até a vitória em 2006. Lula se reelegeu.
    Em 2015, foi contra impeachment de Dilma Rousseff, na época do maior crise econômica e ter se elegido com falsas promessas, o chamado “estelionato eleitoral”, que levou maior queda da sua popularidade desde a volta dos civis (1985). Exigiu que políticos do PSDB parassem defender essa tese e deixasse ela governar até 2019, inclusive dizendo que ela é honesta, mesmo sabendo que ela e seus auxiliares da Casa Civil fizeram dossiê anti-FHC e a esposa em 2008. Dilma foi afastada, mas não perdeu direitos políticos em manobra (ou golpe?) questionável até os críticos à esquerda.

    FHC e Lula são amigos e nos enganam com esse papo da polarização de tucanos e petistas desde 1994, que nada mais que os dois partidos são da esquerda moderada e radical (PSDB é a “falsa direita”) fazendo o papel da “estratégica das tesouras”, que se aproveitaram da queda do Collor para arruinar o Brasil. E o mais espanta, é que o PT que esteve 13 anos no poder, nunca ter investigado os 8 anos do PSDB, apenas chantageando com dossiês (alguns falsos) e na área da economia, já que se fizesse o PMDB cairia fora.
    São os casos do Pacto de Princeton (acordo não-escrito entre eles lá nos EUA), o Foro de São Paulo e o Diálogo InterAmericano (duas organizações escondidas pela mídia supostamente golpista e direitista), que segundo os sites de direita, as organizações estão unidas pelo “globalismo” (legalizar drogas, casamento gay, imigração desencontrolada de árabes e muçulmanos, feminismo, infiltração da esquerda [nos centros de ensino, na cultura, nos meios de comunicações], entre outros).

    Responder
  2. maismimi

    Tem gente querendo a vaga de primeira dama do PT e não sabe mais o que fazer para aparecer, por isto tem tanta besteira sendo falada pelo FHPTC.

    Responder
  3. Leonardo X

    Não seria nenhuma surpresa para mim que tucanos e petralhas encabecem uma frente nacional “progressista” nas eleições do ano que vem, para combater “o atraso” da direita representada p/
    Bolsonaro ou qualquer outro candidato maldito pelos comunistas globalistas.

    Responder
  4. Heloisa

    É muito THC na mente do FHC… O cara que “inventou” a reeleição agora diz que um presidente deve ficar 5 anos no poder… Já que ele esquece de tudo, deveria se esquecer de como se comunicar, assim não seríamos obrigados a aguentar suas bobagens…

    Responder
  5. Pedro Rocha

    “Uma das hipóteses do grupo é que Lula seria o candidato do establisment político responsável por fazer o contra-ataque decisivo contra a Lava Jato depois de eleito.”

    Lula está sendo poupado nessa briga de quadrilhas exatamente por isso: é o único que teria poder (imprensa, apoio internacional bolivariano e militância, inclusive armada) para destruir a Lava Jato.

    Além disso, sera coincidência essa pesquisa favorável a Lula na semana que se supõe que Moro vá exarar a condenação do chefe da quadrilha? Ou apenas mais uma peça no discurso vitimista da extrema-esquerda visando inclusive “justificar” um provável pedido de asilo de Lula e quejandos?

    Responder

Deixe uma resposta para maismimi Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *