Fernando Morais deu chilique na rede mas não devolveu o prêmio

O escritor comunista e notório defensor do PT, Fernando Morais, se envolveu recentemente em uma polêmica com o senador socialista Cristovam Buarque (PPS).

Morais afirmou que devolveria o prêmio dado pelo governo do Distrito Federal que, segundo o escritor, foi entregue pelo ‘golpista’ governador da época, Cristovam Buarque, que então era do PT.

Leia trechos da troca de farpa entre os dois:

Anos atrás recebi do então governador de Brasília Cristovam Buarque o “premio manuel bonfim”, atribuído ao meu livro “Chatô, o rei do Brasil”. Já pedi à Marília para localizar a placa de prata. Vou devolver. de golpista não quero nada. Nem prêmio“ Fernando Morais

Fernando Morais mostra como para o PT não há diferença entre partido, governo e estado. Não fui eu que dei o prêmio, foi o Governo do DF, selecionado pelo mérito de seu maravilhoso livro. Mas ele acha que foi uma bolsa-escritor. Porque, para ele, não há diferença entre partido-governante-governo-estado. Que pena que nossos gênios estejam tão obtusos. E tão viciados no aparelhamento. O PT corrompeu mais do que a política, corrompeu a inteligência e o caráter. E aos poucos vão mostrando que a volta da Dilma por mais dois anos, com essa gente, vai embrutecer o País e seguir se apropriando do Estado. Pior que não tem juiz Moro para este tipo de roubo: da inteligência e do caráter. Ele não falou em devolver os dez mil que recebeu do prêmio. Na época eram dez mil dólares. Nem o que ele fazia no governo do Quercia” Cristovam Buarque

Acontece que o Prêmio Manuel Bonfim que o escritor recebeu também entregou US$ 10 mil além da placa, em 1995. O escritor vai devolver os dólares corrigidos pela inflação para o governo do Distrito Federal?

fernando-morais-facebook

Revisado por Maíra Pires @mairamadorno

Loading...

Um comentário para “Fernando Morais deu chilique na rede mas não devolveu o prêmio

  1. Paulo Silveira

    É o tipo do gente formada nas fileiras do PT. Para eles, o partido está acima de tudo e de todos ao ponto de confundir estado com pessoa. Eu não gosto do Cristovam, mas dessa vez concordo com ele. O prêmio foi dado pelo governo do DF (estado) e não pelo governador (pessoa). Que o malandro escritor devolva o prêmio então, juntamente com o “bicho” que também levou. Mas duvido muito que esse mau caráter vá desembolsar os 10 mil dólares para devolvê-los junto com a placa que recebeu… Duvido!!!

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *