Especialista dos EUA vai a Londres para tentar tratar o bebê Charlie Gard

O especialista dos EUA que disse ser possível melhorar a qualidade de vida do bebê Charlie Gard já está em contato com o paciente no Great Ormond Street Hospital (GOSH). Como já explicado por aqui, o Hospital brigou e conseguiu  autorização para matá-lo tanto na Justiça britânica quanto na Comissão de Direitos Humanos da União Européia, mesmo contra a vontade dos pais que tentam dar ao bebê a chance de tentar um tratamento experimental.

A decisão surreal que provocou reações no mundo todo fez com que o Hospital revesse sua intenção inicial. A equipe médica então decidiu dar uma sobrevida ao bebê, autorizando uma nova audiência com especialistas para que se trouxessem evidências de que há algo diferente a fazer.

Como o doutor Michio Hirano, professor de neurologia no Centro Médico da Universidade de Columbia (Nova Iorque), não tem as autorizações normais para atuar no Reino Unido, o hospital de Great Ormond Street assinou com ele um contrato honorário, dando-lhe acessos completos às dependências, equipamentos e registros da equipe que tratava Charlie Gard. O especialista dos EUA já se reuniu com a equipe e tem discutido todos os detalhes para dar uma resposta o quanto antes sobre a tentativa pelo método chamado de “Nucleoside Therapy”.

Além do doutor Michio Hirano, um outro especialista ainda não revelado e que especula-se ser um representante do “Hospital do Papa”, passa o dia de hoje com o bebê. Eles se reunirão amanhã com a equipe do GOSH.

Pai de Charliie Gard chegando hoje ao GOSH para acompanhar visita de especialistas que querem salvar o bebê

 

Loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *