Ei, Moro e MPF, uma dica

No depoimento  que Lula prestou ao juiz Sergio Moro há um trecho engraçado em que o ex-presidente afirma não ter influência no PT.

Ok.

Há outro trecho em que Lula diz que não tem participação nas reuniões do PT.

Ok.

Não é obrigação da Justiça Federal ou do MPF (Ministério Publico Federal)  conhecer o funcionamento dos partidos políticos e seus estatutos. Isso é com a Justiça Eleitoral e com o MPE. Então, uma dica: Lula é presidente de honra do PT, esse não é apenas um cargo honorífico, mas uma titularidade perpétua de membro da Executiva Nacional no Diretório Nacional do PT.

Portanto, desde que foi eleito presidente de honra, Lula é membro executivo do partido com poder, voz e voto garantido de maneira estatutária. Não é apenas um militante filiado. É inclusive notificado e convocado a todas as reuniões do partido pelo seu cargo. Isso é uma obrigação do PT.

Não faltam matérias na imprensa referentes às reuniões da Executiva e/ou Diretório Nacional do PT com a presença de Lula. Não são meros encontros, mas atos registrados em atas como reuniões que precisam de presença mínima de membros executivos para serem iniciadas e terem legitimidade. Alguns, dependendo da finalidade, devem ter seu registro remetido para a Justiça Eleitoral para garantir que o partido possui funcionamento pleno.

Como é que é, Lula? Quem mente uma vez morre na mentira tentando se justificar? Ok.

 

Revisado por Maíra Pires @mairamacpires

 

Loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *