É preciso um ajuste de R$ 340 bilhões para estabilizar a dívida pública

As informações são de O Globo:

A previsão de déficit de R$ 170 bilhões este ano mostra apenas a metade do esforço que terá que ser feito pelo governo para interromper o crescimento da dívida bruta. Isso porque não basta zerar o déficit, mas também gerar superávits primários para o pagamento dos juros.

Pelas contas do economista-chefe e sócio do Mauá Investimentos, Alexandre de Ázara, o governo precisará de mais R$ 170 bilhões de superávit para conseguir estabilizar a dívida, ou 3% do PIB.

– Estaremos com um déficit de cerca de 3% do PIB este ano e vamos precisar chegar a um superávit de 3% do PIB para que a dívida pare de crescer. Então estamos falando de um ajuste total que chegará a 6 pontos percentuais. Será um esforço enorme, levará anos, e a nova equipe econômica precisará mostrar ao Congresso a gravidade da situação – disse Ázara.”

Revisado por Maíra Adorno @mairamadorno

Loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *