Dilma usa “caganeira” para justificar conversa de propina com Odebrecht

A Folha de São Paulo publicou hoje uma entrevista com Dilma Rousseff. Obviamente, conduzida por Mônica Bergamo.

De tudo o que se diz naquele papo de comadres, destaca-se a justificativa de Dilma para a conversa tida com Marcelo Odebrecht, citada por ele em sua delação – segundo Odebrecht, foi quando avisou à ex-presidente que as investigações da Lava Jato chegariam a ela. Recortamos o trecho em que Dilma diz não ter entendido o que ele falava pois estava aliviada após ter corrido para o banheiro:

 

Revisado por Maíra Pires @mairamacpires

Loading...

5 comentários para “Dilma usa “caganeira” para justificar conversa de propina com Odebrecht

  1. Gustavo

    “contaminação”, preocupação de se alguem tem conta no exterior, nada disso é papo de gente honesta.. tem ai uma confissao de um papo desonesto

    Responder
  2. Airton Martins

    O que esperar de uma estocadora de ventos, terrorista que diz ter sido torturada (com pipocas à Mantega e coca-cola), mas não tem nenhuma marca comprovando a não ser uma coleção de mandiocas de plástico que vendia em sua loja de 1,99.

    Responder
  3. Ninguém

    Acho que essa foi a coisa mais sem ligação alguma que li nesse site.
    Estão fazendo um malabarismo de interpretação para criar um título sensacionalista que estão de parabéns.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *