Deputado do PSOL grita, xinga e agride mulher da associação protetora de animais

O deputado Paulo Ramos do PSOL do Rio de Janeiro, em visita à Fazenda Modelo, uma unidade para recuperação e tratamento de animais, agiu como um legítimo coronel político ao usar de grosserias, autoritarismo e violência contra uma mulher. O vídeo tem circulado nas redes sociais há alguns dias e ganhou quase nenhum destaque na grande imprensa.

O deputado do PSOL, mostrando desequilíbrio e descontrole anormais, não se conformou ao ouvir da moça, ex-funcionária do núcleo, que ela não participaria da visita dos deputados estaduais para não fazer parte “de um circo”. Paulo Ramos então começou a gritar, apontar o dedo no rosto e interromper a moça. As pessoas ao redor não interferiram, dentre elas o também deputado estadual tucano Carlos Osório.

O PSOL não se manifestou até a publicação deste post se iria punir o deputado por machismo, autoritarismo e covardia.

Vejam o vídeo abaixo (curioso como o jornal esquerdista O DIA diz que o deputado do PSOL “rebateu” a servidora):

 

Quem quiser manifestar para a equipe do Deputado sua opinião sobre o ocorrido, segue o contato:

Tel.:(21) 2588-1332/1567/

Loading...

3 comentários para “Deputado do PSOL grita, xinga e agride mulher da associação protetora de animais

  1. Renato Passos

    Que vão visitar O DIABO QUE OS CARREGUE!!!… Será que está faltando serviço na câmara pra deputado fazer “visita”!???

    A moça pegou muito leve chamando de “circo”!… TINHA QUE TER FALADO NA CARA DELE: “ISSO É UMA PUTARIA!!!”

    Responder
  2. Leimar

    Essa agressão é a cara da política falsa mascarada do Brasil. Na época da eleição para ganhar votos e usufruir do dinheiro do povo eles são educados, abraçam os pobres, defendem as mulheres e prometem o que nunca irão cumprir, mas quando estão lá suas máscaras caem. Tenho pena dessa protetora, pois se eles não fazem nada por seres humanos, quem dirá para bichos. Deus nos ajude!

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *